domingo, 29 de março de 2009

Crônica do cabelo curto - parte 3


Até agora, o apetrecho que mais me ajudou a arrumar as pequenas madeixas foi a chapinha. Eu tenho uma há muito tempo mas nunca tinha usado, ela só está nas minhas coisas porque veio no meio de umas heranças da minha tia. Eu até fazia piadinha quando tomava chuva, que a água ia estragar minha chapinha e etc... bem feito pra mim, cuspi pra cima e caiu no meu nariz. Está muito lógico que eu não uso a chapinha pra ALISAR o meu cabelo, porque isso seria, de duas uma, contradição ou gozação. A prancha quente me ajuda, sim, a separar as mechas e a virá-las pra fora, e quando eu tenho tempo pra fazer isso (leia-se quase nunca), fica bem legal. Aprendi a finalizar com uma espirradela de spray ou gel, e fico me sentindo a moderna. Ainda que uma moderna cheia de produto na cabeça.

Sim, meninas, é isso que me incomoda! O fato de eu estar sempre com algum produto no cabelo, seja gel, mousse, pomada, leave-in ou spray. Meu cabelo sempre andou por aí ao vento, sem nada, durante os 30 aninhos que eu levo nas costas. Lisão, ele reflete bastante a luz, ficando por isso com aparência de bem tratado até nas épocas em que não estava tão bem tratado assim. E eu toda a vida tive a mania de ficar mexendo no meu próprio cabelo, coisa que não é mais tão agradável porque, se hoje em dia faço isso, meus dedos não deslizam mais, mas sim se prendem a mil melecas que passei para tentar fazer o cabelo ficar com a cara que eu queria.

Na última sacolada, eu, Loo, Pri Caineli, Leticia, Carol e mais algumas outras moças nos sentamos na cadeirinha do "ultrassom de cabelo" na Perfumaria São Bento (amamos). Explico: Com um aparelhinho de câmera e um monitor, o profissional fazia os aspectos microscópicos dos nossos cabelos ficarem macroscópicos. Ainda não? Ok, o aparelho dava uma aumentadona em tudo o que tem na nossa cabeça: couro cabeludo, folículos, fios, escamas, etc etc etc e, partindo daí, o profissional explicava os problemas e peculiaridades de cada cabelo e sugeria tratamentos. Antes de sentar na cadeira, avisei que meu cabelo estava lotado de gel. E depois de ele ter me falado que meu couro cabeludo está ultra-limpo (o que segundo ele não é bom; eu, que se sinto que a cabeça está um mínimo sujinha já começo a coçar, acho ótimo!) e meus fios ressecados (sorry, tio, nem tão!), disse que tinha muito produto nele. Fiz muxoxo, porque eu tinha ACABADO de dizer exatamente isso a ele (gente, dêem um desconto pro mal-humor que ali eu não era eu mais - era a pneumonia falando!). E acabei nem comprando o produto reparador que ele recomendou, porque ainda por cima tinha esquecido o cartão de débito em casa.


Nessa semana em que passei doente, nem cabia muito ficar arrumando o cabelo, por isso ele continuou ultra-limpo - eu lavo o cabelo todos os dias pior pior que esteja - e o mais joãozinho possível. Dei um desconto pro tio do ultrassom e comprei shampoo e condicionador REPARADORES da Ecologie, "sabor" banana com folha de menta. Bonito o cabelo tá, e brilhoso também. No início eu tinha adorado o aroma dessa linha, achei parecido com Bubaloo Banana (lembram?) mas depois de umas seis lavagens, rolou o mesmo que rola toda vez que eu tento usar Ecologie: enjoei do cheiro. Droga. Quem sabe se eu alternar com o uso de outros produtos, né? Vamos ver.

Continuo não tendo medo de cortar o cabelo, porque acreditem, por mais que demore, por mais que pareça uma vida, ele cresce. Mas o veredito final é que eu quero meu Chanel com pontas mais compridas de volta!!!!! Ele acordava e ia dormir com a mesma cara e sem esforço, ficava com um jeitinho especial só com o secador e, o que é decisivo, não precisava de nenhum produto, ou fixador, ou spray, ou bla-bla-bla, pra mantê-lo no lugar. Ficava o dia todo limpo e soltinho como eu gosto, além de ser um corte bonito e, guardadas as proporções, moderno. Well, ele cresce. Enquanto isso, dá-lhe tiaras!




12 comentários:

  1. Eu descobri esse blog faz pouco tempo, então não sei muito bem como era seu cabelo antes...mas devo dizer que admiro pessoas sem desapego ao cabelo, essas que não ligam pra cortar, pintar, alisar, enrolar, enfim, pessoas sem medo de mudar o cabelo. Porque eu MORRO de medo de mexer no meu cabelo...deixei ele crescer durante 9 ANOS e agora depois de todo esse tempo cortei bem curto e posso dizer que no início achei legal, mas agora já não tô curtindo tanto assim. Não vejo a hora dele crescer novamente até pelo menos de um tamanho que passe o ombro. Vi sua foto do Chanel com pontas compridas e achei LINDO!!!!! Charmoso, elegante e básico, tudo ao mesmo tempo.

    Mas é como vc falou: cabelo cresce, pode até demorar, mas cresce. Só nos resta esperar...

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Descobri o blog esse mês, e desde então, sempre passo pra dar uma lida, =)

    Super me identifiquei com esse post. Passo pelos mesmos dilemas que os seus com meu cabelo. Liso, zero volume, dia chuvoso, então, fica um chuchu.
    Cortei meu cabelo parecido com o seu há uns anos atrás, mais repicado. No salão ficou lindo, mas depois fiquei com cara de Piu Piu se lavasse a cabeça (tá, sem nexo, mas essa era a imagem que eu tinha, haha). Infelizmente, fui levando com a chapinha, quando tinha paciência, pra modelar mais, e aparecer o repicado. Abusei das presilhas, arquinhos e afins, nos dias em que o boi lambia várias vezes ao dia, e eu não tinha tempo de contrariá-lo.
    Tempos depois, já com um outro corte de cabelo (meio mulletado), usei uma pomada chamada Out Of Bed, da L'Óreal, encontrei na farmácia. Ela não modelou, mas pelo menos deu um voluminho, então serviu pra 'brincar' com o cabelo algumas vezes, gostei.
    Vou ficar de olho na saga do cabelo curto, pra ver se pego umas dicas, =). Hoje em dia ele tá no ombro, mas amo uma tesoura, rss..

    Beijão!
    Jamile

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    Tem selinho no meu blog pra você!
    http://maquillateya.blogspot.com
    Bjos, Fabi.

    ResponderExcluir
  4. sempre tive vontade de corta meu cabelo curto, antes era minha sogra que vivia falando para eu não cortar, mais agora eu tenho dó KKK sei que cabelo cresce mais tenho o rosto de trakinas ihih e tenho medo que não fique bom!!
    Pelo menos agora aproveite bastante daqui um pouco ele cresce!!


    bejinhus ;.,;.,;.,

    ResponderExcluir
  5. Meu lema é esse. Cabelo cresce. =)
    E nem consigo mais deixar crescer. Cada vez que corto, corto mais curto. E fica tão fofo. =)

    Aqui em Goiânia tem uma rede que chama Shopping dos Cosméticos. É o máximo, né. E tem uma bagaça dessa de ultrassom de cabelo. Eu acho a coisa mais nojenta EVER! Eu fico pensando, cada cabeça nojenta que deve passar por ali que nem tenho coragem de experimentar. Mas um dia eu crio coragem e vejo que que vira. =)

    ResponderExcluir
  6. Acompanho seu blog e gosto muito,me identifico com algumas postagens.Gostaria de te convidar para conhecer meu brechó www.brechoencantada.blogspot.com
    Bjs
    Clau

    ResponderExcluir
  7. Eu também já fiz um 'ultrassom de cabelo' numa loja de cosméticas aqui da minha cidade, e o maior problema era a quebra :( droga. Mas no geral esse ultrassom não disse nada do que eu já não sabia, hahaha. Antes da Escova Progressiva eu usava um shampoo anti frizz da Ecologie para cabelos cacheados, o cheirinho era de coco, bem bom e deixava meu cabelo muuito macio, mas depois também acabei enjoando do cheiro... :b

    ResponderExcluir
  8. Meninas, eu gosto de uma mousse de oliva da Ecologia, é bem boa!
    Bjoooo

    ResponderExcluir
  9. Totalmente Klorane essa embalagem da Ecologie...

    Bjo

    ResponderExcluir
  10. Tudo que eu precisava , sempre tive duvidas sobre esses cosmeticos de farmacia.Descobri o blog ontem atraves da MTV no Scrap com a Marimoon so tenho a dizer que ameeei demais x)

    ResponderExcluir
  11. amei o shampoo da ecologie de banana e menta! show!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

É novo(a) por aqui? Então preste atenção nas seguintes observações:

- O VnF? não é uma democracia
- Apreciamos críticas construtivas
- Comentários que tenham por objetivo apenas a auto-promoção poderão ser removidos.
- As postagens antigas estão sofrendo moderação para evitar os chatíssimos robôs-spam