quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Resenha da leitora Viviane: Dicas de uma de duranga temporária



Gathas garotas,

Não sei quanto a vocês, mas eu levei a maior rasteira no trabalho e perdi a maior grana de salário e de freelas que eu fazia como jornalista aqui no Rio de Janeiro, por conta da queda de royalties de outras roubalheiras.
Bem, até a minha vida voltar ao normal – e eu preciso crer que será LOGO – eu tenho que me acostumar com um padrão que até então não era o meu. Mas, enfim, ces´t la vie, tudo vai dar certo.
Claro que a minha vontade de comprar coisas lindas e boas ainda lateja MUITO dentro de mim, mas sendo que agora a economia precisa ser total, comecei a pensar no que fazer para não deixar de me divertir e de cuidar de mim gastando pouco (ou quase nada).
Primeiro de tudo, dei uma arrumada no meu armário para ver o que eu ainda tenho de cremes, perfumes e maquiagem. Me dei conta de que ainda tenho dois vidros cheios de hidrantes da Victoria´s Secret´s (um de pêra e outro de baunilha, que eu uso com splash do mesmo “sabor”) e um restinho do de morango; portanto, achei melhor acabar com esse restinho para depois usar os outros, já que eu nem uso tanto hidratante assim, prefiro os óleos de banho. Ah, em tempo: como agora tá brabo pra comprar os óleos da Natura, que eu adoro, descobri o óleo de Amêndoas e Baunilha da Muriel, que é uma delícia, tem cheiro de doce de confeitaria e fica um certo tempo na pele, além de deixá-la super cheirosa. Comprei um frasco de 150 ml por R$ 7 e alguns quebradinhos. Amei, vou comprar de novo.
Fucei então o armário do meu banheiro e percebi que o meu tônico para peles oleosas da Clinique acabou (step 3). Paciência, esse eu comprei na Alemanha, no ano passado, e como tão cedo não vou passar no free shop ou vou sair do País, vou ter que me acostumar com alguma marca mais em conta mas que cumpra sua função – o da linha Clean e Clear, por exemplo, eu acho bom e sei que não custa mais de R$15. Meu demaquilante, de uma linha importada da L´oreal, também não vou poder comprar agora (é, tá brabo MESMO), portanto vou comprar um da Nívea e ver se é tão legal. Não gosto muito de loção demaquilante, prefiro os liquídos, e até os lencinhos, mas sempre achei que os lencinhos não limpam tanto, mas são práticos pra deixar na casa do namorado ou pra viajar.
Sabonete em barra, que também era da Clinique, foi substituído pelo de enxofre da Granado, que eu acho bom para o controle da oleosidade (comprei também o sulfuroso da mesma marca, com 10% de enxofre, mas ainda não usei), e hidrante para o rosto, uso os da linha Nutrionist Skin Naturals da Garnier, que eu trouxe de Londres ano passado. Como eu estava usando outro, abri esse semana passada, e estou gostando muito. Uso um de dia e um à noite, além do creme para a área dos olhos. Esse foram baratinhos (cerca de 7  libras cada um, algo em torno de 21 reais) e hidratam bem, e são também anti rugas (eu tenho 32 anos e ainda nenhum traço de ruguinhas, graças a Deus e à tecnologia dermocosmética ; D). Esfoliante, experimentei da linha Clearskin da Avon e tcharam: gente, não é que é ótimo? Eu nunca tinha usado, mas semana passada eu estava na casa da minha mãe e fui tomar banho, quando vi no banheiro da minha irmã esse esfoliante, usei e adorei. Ele é geladinho e esfoliou super bem, minha pele ficou lisinha, sem aspereza nenhuma, e tenho a impressão de que deu até uma clareada.
Agora, vamos à  maquiagem: resolvi arrumar minhas nécessaires e ver o que estava fora da validade e o que eu precisava. Eu sempre trabalhei de make leve, usando base, pó, corretivo, blush, rímel e gloss, pois aqui no Rio é quente e não dá pra usar muitas coisas, sempre sinto que tudo está derretendo ou está prestes a isso. Então, tenho muitos glosses, mas não uso todos. E vejam só o que eu descobri na nécessaire do meu banheiro, SEM USO:
- Gloss rosado Benefit;
- Gloss Pure Pops Estée Lauder;
- Blush da linha faces Amanhacer da Natura;
- Gloss Here to Stay da Rimmel;
- Sombrinhas em tom pastel da Natural Collection;
- Amostra de pó  compacto Chanel que cabe na bolsa e é linda, além de não precisar nem usar a base antes, de tão aveludada que é;
- paleta de sombras da Hard Candy, uma mais linda que a outra;
- Duas sombras daquelas redondinhas da Bourjouis, em tom nude e emerald;
- Sombras da Clinique;
- Pó iluminador da Rubbie and Millie;
- Petit Guide de Style Shadow and Contour Fleur Bleue da Bourjouis, uma paleta de duas cores em azul claro e azul escuro, uma para o contorno e outra para as pálpebras. Embalagem baratinha, de papel duro com espelhinho dentro, ótima pra levar na bolsa;
- Uma sombra vermelha com nuances douradas da Mea que nunca vi por aqui, mas que é linda, linda, linda de morrer;
- Sombras da 17,uma marca inglesa baratinha mas que tem cores super vivas;
- O meu batom vermelhaço Chanel Rouge Allure Audace e o Rouge Personnel Multi-finish Lipstick da Yves Saint Laurent, este último um escuro lindo voltado para um marrom fechado, ótimo para usar no inverno ou em makes dark.
Poxa, gente, olha o que seria desperdiçado! Sim, porque esses produtos têm data de validade, e eu simplesmente não estava usando porque estava SEMPRE comprando outras coisas das quais eu não precisava, mas queria (e ainda quero, claro, óbvio).
Com relação às makes de pele, fiz o seguinte: separei a base mais levinha (e que também já está acabando) para usar de dia. Eu uso o Pore Minimizer e o City Block Sheer FPS 15 da Clinique, depois a base anti-aging Dewy Smooth no tom Vanilla, também da Clinique, corretivo Select Moisture Cover NW25 e pó Mineralize Skinfinish Médium Plus da MAC, blush em pó Mocha Matte, também da MAC, máscara Volume Shock da Loreal, lápis uso Rimmel ou Natura, da linha Única (que vem com uma esponjinha na ponta para esfumar) e gloss qualquer um que estiver à mão, ou até mesmo um balm rosinha da Nívea que eu adoro. Separei também a make que eu costumo usar à noite: batons bem pigmentados, a base líquida Select da MAC, que eu acho mais pesada, e sombras coloridérrimas, além das outras coisinhas com glitter.
E assim saio toda serelepe, seja para trabalhar ou para dar pinta de noite.
Então, para utilizar bem meus produtinhos até a data de vencimento deles, separei tudo por nécessaire. Aí vai a dica:
- Uma nécessaire para makes de pele e pincéis (pincéis precisam de cases mas não vai rolar agora);
- outra para sombras e blushes;
- e a última para gloss, batons, lápis e máscaras.
Assim, não me perco, não corro o risco de deixar tudo vencer, pois mantendo organizado sei onde está tudo e utilizo de acordo com as minhas necessidades. E ainda mais agora, que ando mais dura que rapadura na boca de banguela, tenho que aproveitar o que eu já tenho e guardar o pouco dinheiro que me sobrou para as minhas biritas e saidinhas, hehehe.
É isso, gente, como vocês sempre nos ajudam com dicas e resenhas, resolvi ajudar também, contribuindo com as experiências de vida de creuza pobrinha :D. Ah, mais uma dica para quem não está podendo comprar perfumes importados: eu amo o Angel or Démon da Gyvenchy, caro de doer, mas estou deixando para usar em ocasiões mais especias (entenderam, né gathas garotas) e liberei o meu Má Cherie, aquele de menina do Boticário, para trabalhar. Ele é uma delícia, suave, fresquinho, não incomoda ninguém, tem uma linda embalagem e custa 30 contos.
É isso, gente, lógico, CLARO que eu queria ter nascido e ter sido criada DENTRO da Sephora, da MAC, da Lancôme, da Chanel, da Benefit, mas infelizmente a minha realidade não está me permitindo agora, então, fazer o que? Vou organizar e usar tudo que eu já tenho e, já que tenho que ficar pobre temporariamente, tudo bem, mas pobre porém limpinha e arrumadinha, né?
Muitos beijos pra todas vocês!

0 comentários:

Postar um comentário

É novo(a) por aqui? Então preste atenção nas seguintes observações:

- O VnF? não é uma democracia
- Apreciamos críticas construtivas
- Comentários que tenham por objetivo apenas a auto-promoção poderão ser removidos.
- As postagens antigas estão sofrendo moderação para evitar os chatíssimos robôs-spam