quarta-feira, 7 de abril de 2010

Aproveitando NYC com (pouca) moderação.

Essas são minhas pequenas (mesmo, sem ironia) comprinhas da viagem. Já que esse blog é focado em consumo de custo-benefício, tô mostrando o que eu comprei, mas gente, ó, tenho que dizer, NYC é tão legal e tão interessante que se você for pra lá e passar todo o seu tempo disponível enfurnada na Sephora, na Saks Fifth Avenue, na Macy's ou na Duane Reade, vai estar perdendo uma das melhores oportunidades da sua vida de conhecer melhor um lugar incrível! CLARO que é impossível não comprar nadica, ainda mais frente aos preços rédiculos que são pedidos aqui pelos mesmos produtos, sem contar as coisas que nem chegam no Brasil. Mas lembre-se que você também vai pagar caro por hospedagem, comida e serviços.


Aqui vou me ater às comprinhas creuzas porque o blog é sobre isso mesmo, e porque eu sei que várias leitoras gostam de se aventurar na cidade que nunca dorme e dicas nunca são demais. Mas quem sabe eu crio coragem um dia e falo mais sobre os passeios que eu acho bacanas.


Clica pra aumentar, que eu vou contar historinhas a partir das comprinhas!


O "pano" verde é meu terceiro vestido Calvin Klein. Um deles ganhei e os dois outros comprei na mesma loja, a Marshall's do Harlem, que fica na rua 125 um pouco depois do Apollo Theater e da H&M. Foi lá que eu descobri que os vestidos CK caem super bem em mim e que eu posso pagar US$50 em um quando ele, na verdade, custa US$150. Pra quem não conhece, essa lojona vende artigos de marcas famosas com descontos BEM grandes - alguns itens têm defeitos, outros são simplesmente de coleções passadas (e olha bem pra minha cara de quem tá ligando). De lá também saíram uma bota de caubói cano curto de camurça azul podrinha, por US$20, que esqueci de colocar na foto, e o caderninho com o cachorro que é a cara do Ringo. Tem de tudo mesmo: roupa, sapato, sutiã, perfume, chocolate, caderno, tapete, lanterna. Uma coisa!


Falando na H&M, ela estava cheia das tendencinhas: leggings estampadas (as novaiorquinas estão usando aquelas leggings de pezinho que a gente usava nos anos 80 e 90, eu ainda não decidi se gosto ou tenho medo), ombros estruturados (na foto, os panos cinza chumbo - veja aqui - e rosa nude são respectivamente uma camiseta e um vestido, vestido esse no qual eu pretendo aplicar as plumas de avestruz que comprei ano passado), saia de tule, saia tulipa, blazer e colete de micropaetês, etc. E tudo razoavelmente barato, a camiseta foi uns 10 doletas e o vestido foi US$12,95. As bijuterias achei feinhas e os sapatos idem. Morry de vontade dum blazer preto de micropaetês, mas na hora de pagar os US$35, o escorpião mordeu minha mão...


Os xadrezes vinho e amarelado são, respectivamente, uma bermuda e um vestidinho-camisa. Tudo do Wal Mart, que fica na Rua 34, mas tem outros acessos, tais como a partir da famosa Penn Station. Custaram US$17 e US$22. O Wal Mart tem de tudo, lá eu comprei também massinha de modelar pra dar de presente pras minhas sobrinhas tortas, um bloco de papel grande e os crayons que aparecem na foto... que são pra mim. Na minha infância eu tinha uma caixa com 8 crayons e meu sonho era ter essa torre de 150. Não sei se minha mãe temia pela pintura das paredes de casa ou o quê, mas realizei o sonho 25 anos depois. Ah, no Natal o Wal Mart tem enfeites lindíssimos para casa, muuuito variados, por preços bastante razoáveis.


Na mesma rua 34 (que é a rua do edifício Empire State, monumento art déco imperdível) tem a Conway, apelidada pelo meu grupinho de 'Lojas Marisa'. Há outras várias espalhadas pela cidade. Entre muita coisa horrenda, dá pra garimpar pecinhas de 10 dólares como a camiseta cinza mescla com renda preta vibe boudoir da foto, além de meias trabalhadas e estampadas variadas. Na loja perto de Herald Square tem um andar no esquema 99 centavos, com cosméticos de marcas bem decentes tipo Revlon.


Ah! Leitora deu a dica numa caixa de comentários e eu vou endossar: a drugstore Duane Reade da Herald Square é muuuuito legal! No térreo você compra guloseimas pra comer sentada em uma das mesinhas da praça, bem em frente à Macy's. E o andar superior é só de cosméticos, tendo desde coisas triviais como fralda de nenê e absorvente, passando por marcas baratinhas tipo NYColor, até a Pop (que tem paletas lheeeendas) e a Too Faced. Tem também a linha de cosméticos da Iman, tem Essie, tem OPI (embora numa farmácia chamada Gideon's que fica na Broadway com rua 40 e pouco eu tenha comprado Essie e OPI mais barato), tem Burt's Bees, etc etc etc. De lá saíram os dois pacotinhos de unhas fake Nailene (já estou usando as francesinhas!), o delineador Prestige que é meu favorito de todos os tempos, as almofadinhas para alça de sutiã e fita para segurar bainha das roupas, o sabonete líquido delicioso de aveia da St Ives, a barrona de sabonete escuro Shea Moisture (para acne, recomendo!), o scrub contra cravos da Neutrogena, o quarteto de sombras da Rimmel (ao que parece, é difícil achar sombra unitária preta por menos de US$12, daí que o quarteto custava US$5 e decidi levar), as garrafinhas fofas de Coca Cola e os ursinhos de geléia da Haribo, porque eu não sou de ferro.


E o que essa garrafa de Lindoya tá fazendo aí? Bem, quando eu fui colocar meu shampoo anti-resíduos Paul Mitchell na mala (US$13, 500ml), dei uma forçadinha bem leve na tampa pra ter certeza de que estava bem fechada e... a tampa quebrou! Que lixo de tampa, hein, Paul Mitchell? Mais do que depressa, foi tudo pra dentro da garrafa de Lindoya que me deram no avião #creuza. Nemóóóórta que ia largar meu shampoo lá.


Da Lush eu trouxe a henna Caca Marron, que faz super bem pro meu cabelo e deixa a cor linda. Topei com uma MAC perto do Flatiron building e, além das encomendas, peguei dois Pro Longwear Lipstain Marker, da coleção nova, a Art Supplies. Usei a cor Runway Ripened e posso dizer que vale os US$16: além de lindo, a duração é absurda, e como apenas colore a boca sem dar textura, você fica com cara de 'nasci gata'.


Nessa drugstore Gideon's adquiri também um mini spray de cabelo super-segurador da Tigi, por US$7,50 e o famoso After Party por US$18,50. Tá, esse último foi meio chorando, mas a julgar pela quantidade que eu vou usar por vez, acho que o troço vai durar uns 3 anos na minha mão. Então, pode.


Mas acho que minha grande vitória foi a Sephora... de onde saí com três míseros produtinhos: um óleo de banho de amêndoas da L'Occitane, um batom da Illamasqua na cor Resist (e aintes de torcer o nariz e dizer que US$20 é muito prum batom - e até é mesmo - experimente usá-lo antes de sair pra jantar... ele dura até a sobremesa, sem retoque) e o Brown Sugar Body Polish da Fresh, essa caixinha marrom da foto, que tem um cheiro cítrico maravilhoso e foi a grande extravagância da viagem... 35 dinheiros americanos. Aliás, tem uma loja da Fresh na Broadway, mais ou menos na altura da rua 18. Recomendo nem que seja só pelo passeio.


Ah, na Sephora teve também o shampoo seco Oscar Blandi, em miniatura, por US$10. Como cheguei em SP ontem de manhã e basicamente fui direto trabalhar, achei que ele poderia dar uma ajudinha na oleosidade do meu cabelo. Tá, ajuda um pouco, mas o cabelo fica cheio de partículas brancas bem pequenas, mas que pra mim já são o suficiente pra dar sensação de ECA. Escovei tudo até sair. E vi um salão da Oscar Blandi em Upper Manhattan, imaginar quanto custa o corte de cabelo lá me dá tremeliques!


E gente, foi só isso. Só. Lojas onde não achei nada? Forever21 (shoray, porque é sempre minha loja favorita em termos de custo benefício, e não comprei NADA lá) e Old Navy, que me irrita com suas coisas básicas e confortáveis que só ficam bem em mulheres de 1,80 e 50kg e, nas mulheres normais, parecem pijama. E eu tenho que dizer que preferi mesmo gastar boa parte do tempo fazendo turismo, coisa que, quem quiser, pode ver aqui (sim, eu tiro mil fotos iguais e sem foco, eu estou aprendendo, tsá?). Sim, eu peguei aquele-ônibus-de-dois-andares-que-todo-turista-de-camisa-havaiana-com-câmera-pendurada-no-pescoço-pega. É mico? Talvez. Mas olhem só, o tempo mais longo que eu já passei em NYC foi um mês e o mais curto foi um final de semana. Em um mês você tem tempo de se planejar pra fazer a maioria das coisas que quer, dosando bem o tempo entre passeios, compras, museus, teatro, balada, etc. Em um fim de semana você quer algo mais condensado, e talvez o buzunguinha seja sua chance de ver bastante coisa em menor tempo, e também aprender um pouco (peguei um guia super inteligente, informado e engraçado... engraçado de uma maneira sarcástica, o que eu amei, porque às vezes os americanos sabem ser bobos). E como é possível subir e descer em todos os pontos durante as 48 horas da validade do ingresso, acaba funcionando também como meio de transporte - o metrô é rápido e eficiente, mas não tem a mesma vista!


Bem, acabei de voltar, e Loo deve ir pra NYC em maio, se tudo der certo. As duas juntas não, né, que cobra não pode ter asa...




PS: Antes que eu me esqueça, não rolou postar de lá porque o wifi que eu assinei no hotel simplesmente não funcionava! Mas como nem tudo são espinhos, quando eu abri a porta do banheiro do nosso quarto, dei de cara com produtinhos Bath and Body Works travel size, 'sabor' coco e verbena, para nosso deleite. Trouxe tudo pra casa, vocês não trariam?



16 comentários:

  1. em qual hotel vc ficou???
    coloca fotos separadinhas de cada coisa pra gt poder ver os modelos dos vestidos e blusas, as cores dos batons, essas coisas?!?!?! :)

    ResponderExcluir
  2. Ah...Delícia!!!
    Tou com a maior vontade de viajar pros States visando isso mesmo... Mas por enquanto, no way!
    Lá é muito mais bacana pq realmente vale a pena, os preços são maravilhoooosos!
    Queria ver com mais detalhes tuas aquisições..rsrs
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Eu AMO essa balinha dos ursinhos, HARIBO :P Delícia!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa... que maximo!
    Bom, deixa eu fazer uma pergunta bem sem noção pra um blog de cosméticos, rss.... Em qual local da cidade ou loja tem camêras digitais e eletrônicos em conta, vcs sabem meninas??

    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. camêras foi ótimo... aloka mode on.... cÂmeras, rsss

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Ameeei ...to indo pra NYC em junho e era de um post assim que eu tava precisando!!! Principalmente pela lembrança de que NYC é muuuuuuuuuuuuuito mais do que as compras!!AMEI mesmo!
    Um beijo grande!!

    ResponderExcluir
  7. hahahah vou pra NY mês q vem a vou ser a creuza total lá haha
    tava olhando outro dia no street view e vi q tinha uma farmácia na frente da escola de inglês que eu vou, até aí blz, até ver em varios blogs sobre essa Duane e fui ver agora q é a própria... lá no meu caminho, quase td dia. vou gastar os tubos lá, pq eu sou pão dura msm e to gastando os tubos com a viagem. mto boas as dicas.
    só queria saber onde tem esse WalMart aí, pq qdo eu vou no site fazer a busca por lojas, só tem em New Jersey, praticamente.
    beijo!

    ResponderExcluir
  8. adorei, realmente os preços são absurdos aqui.
    beijossss

    ResponderExcluir
  9. aiiiii
    NYC eh tudo de bom!!
    mas um fds soh foi??
    deve ter corrido entao
    mas sempre tem o que se conhecer la!!
    e esse batom resist eh um maximooooooo
    eu ganhei ele e viciei total!!!
    otimas comprinhas
    beijooooo

    www.paponadacabeca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Dica turística pra quem vai pra NY: assistir ao show do Blue Man Group no Astor Place Theater, na Lafayette Street, 434! São aqueles carinhas azuis da propaganda da TIM, sabe? Eles são muuuito bons, o show é hilário e super criativo... se não me engano tem apresentações todos os dias e os ingressos custam cerca de 40 doletas. Qualquer coisa, é só ver aqui: www.blueman.com
    E realmente, ir pra NY e se enterrar na Sephora sem aproveitar a cidade é jogar fora um pedaço de vida!!! heheh
    Bjs meninas... amo o blog de vcs, acompanho faz mto tempo! ;)

    ResponderExcluir
  11. Ana, o Blue Man tá custando só isso? Fui duas vezes, em 2006 e 2007, e acho que paguei mais caro... mas talvez porque sentei nas primeiras fileiras onde a gente tem que botar 'poncho' pra não levar tinta na roupa, eheheh... Eu adoro esse show, iria de novo fácil! E na rua paralela (quem disse que eu lembro o nome, mas é a rua do teatro onde se apresenta o Stomp) tem um restaurante japonês ótimo e de preço bem razoável.

    A cidade é muito bacana mesmo, acho que tem que rolar uma campanha menos compras e mais turismo, embora o tema compras tenha mais a ver com o blog :)

    ResponderExcluir
  12. Leticia, eu fiquei num hotel chamado Stanford na Rua 32. As fotos eu to sem tempo pra fazer, mas fiquei feliz em ter comprado pouco e tudo caber numa foto só :)

    Larissa, na nona avenida esquina com rua 34 tem uma loja chamada B&H com tudo de fotografia. Tem também a JR, na Park Row, em Lower Manhattan, quase ao lado da Prefeitura e perto de onde eram as torres gêmeas. É só perguntar que todo mundo sabe.

    Mari, o WalMart fica na Rua 34, que é a rua do edifício Empire State.

    Line, eu passei um pouco mais de um fds dessa vez, fiquei o feriado da Páscoa. Saudade de quando minha tia morava lá e eu podia ficar o mês... ela morava tão pertinho da Times Square, era tão legal!!!

    ResponderExcluir
  13. Obrigada Joo!

    Afinal NY não é só o paraíso da beleza né... deve ter mtoooooo eletrônico barato, rsss

    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Ah com certeza!!! eu traria tudo para casa!!! Adoro essa marca!!! E você nao foi na Victoria's Secrets?

    ResponderExcluir
  15. Poxa pena que nao sabia que vc estava por aqui. Queria muito te conhecer pessoalmente pois ja sigo ao seu blog ha algum tempo e adoro :-)

    Bjs,

    Raquel

    ResponderExcluir
  16. Adorei seu post!
    Estarei em Orlando no meio do ano e vou aproveitar para olhar as farmácias de lá também!
    O Walmart já está no roteiro!
    Quanto ao ônibus, é mico mas é maravilhosooo!
    Ano passapo peguei um desses em Buenos Aires e amei!

    Beijosss

    ResponderExcluir

É novo(a) por aqui? Então preste atenção nas seguintes observações:

- O VnF? não é uma democracia
- Apreciamos críticas construtivas
- Comentários que tenham por objetivo apenas a auto-promoção poderão ser removidos.
- As postagens antigas estão sofrendo moderação para evitar os chatíssimos robôs-spam