segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Manual* da fazedora de encomendas.

Sua amiga vai viajar e você tá louca pra pedir aquela muambinha feliz? Baseada na minha experiência tanto de viajante quanto de encomendante, pensei em algumas coisinhas a serem levadas em conta na hora de fazer a tal da encomenda:


+ seu grau de intimidade com o viajante: não sei vocês, mas eu tenho altos pudores em pedir pra prima da irmã da tia do papagaio da minha vizinha me trazer aquele blushzinho da Illamasqua que eu tava querendo porque ele é matte e lindo.


+ o quanto o viajante vai ter que desviar do seu curso natural pra ir atrás da encomenda: eu não ligo MESMO quando alguém me pede coisas da Sephora, ou de farmácia, porque são lugares a que eu costumo ir pra comprar as minhas próprias tranqueiras. Mas odeio, por exemplo, quando me pedem eletrônicos, porque eu vivo na idade da pedra, pretendo ser a última pessoa na terra a ter um Iphone, e por isso lojas tipo Apple Store não têm o menor apelo pra mim. Quando estive em julho passado aqui em San Francisco, um dos meus irmãos me pediu um videogame e eu jamais entraria numa loja de videogame não fosse pra comprar um Beatles Rock Band. Fui xingando, mas fui. Por que? Voltem ao item acima. Nascemos do mesmo útero, gente.


+ tamanho da encomenda vs espaço na mala do viajante: é importante entender a diferença entre 'dois batons' e 'sete batons, três blushes, três paletas de sombra, dois vidros de perfume, oito sabonetes e um exemplar do livro da Lauren Luke'.


+ talvez seja necessário pagar adiantado: nem sempre o viajante tem grana suficiente no bolso ou um limite de cartão de crédito de que ele possa dispor pra comprar sua encomenda - é, gente, a maioria das pessoas que viaja ou comprou a passagem em 12x pela CVC ou arrumou bons descontos (oi!), e não é rica. De repente aqueles 50 dólares podem fazer falta na hora de fazer um passeio ou pegar um táxi de última hora pro aeroporto. Ah, e sempre considere que o preço do produto que você viu na internet está 'seco', sem qualquer imposto ou taxa embutida. Nos Estados Unidos se paga state tax sobre as vendas, e quem compra com cartão paga IOF. E não seja mesquinho se o viajante esquecer de te dar aqueles 6 dólares e 81 cents de troco (sim, eu já esqueci, mas também já esqueceram de mim e eu não liguei, porque afinal a pessoa estava me fazendo um FAVOR).


+ considere que você não vai ser a única pessoa que vai pedir encomenda e seja humilde.


+ considere que, se você pediu a encomenda pro viajante, talvez ele também te peça quando a viajante for você.


+ considere que o infeliz não tira férias pra ficar cumprindo to-do lists. É ruim ficar pensando que 'falta comprar a encomenda do fulano'. Tipo, amanhã estamos indo para Yosemite, que é um parque nacional onde pretendemos ver mato e urso, e ONTEM minha mãe resolveu me pedir um troço, contando que eu ia comprar HOJE. Obviamente não deu tempo e eu tô ansiosa.


+ pode parecer besteira, mas limites alfandegários existem para serem respeitados. Se até hoje não comprei meu Macbook Air (nem sei se ainda é bom, mas a única coisa tecnológica que me seduz é computador portátil leve) porque não quero contrabandeá-lo, nem tampouco pagar imposto sobre ele, não é pra um encomendante que eu vou trazer uma TV 3D. Parece bobo MESMO dizer isso, mas eu já tive que explicar pra creuzo por que não podia trazer 2 XboX de uma vez.


+ e por último, não fique chateada se o viajante negar seu pedido. Provavelmente não é por má vontade (tá, até pode ser, mas no meu caso nunca é, geralmente o motivo é falta de espaço na mala mesmo, ou não ter encontrado o produto nas lojas que visitei). Tenha em mente que, se você tem intimidade o suficiente pra pedir, isso certamente significa que o viajante tem intimidade pra negar.




* PS1: embora eu ache todas essas sugestões super de bom tom, o interesse aqui não é cuspir regras - o título é uma gozação mesmo. Explicar não custa...

PS2: não, a despeito do incidentezinho com a encomenda tardia da minha mãe, ninguém me pediu nada bizarro desta vez, minhas malas até que vão com folga pro Brasil, e meus encomendantes geralmente têm noção... geralmente...

18 comentários:

  1. Sim concordo com tudo que você escreveu.Mas "nussa" que laptop tão caro! A não ser que voce trabalhe na area grafica. Eu já tive um Apple Desktop "bem humilde" isso em 1995 como penei para conseguir programa.
    Voltando ao assunto: tenho certeza de quem te pediu algo absurdo devia estar no desespero (tipo uma paleta da Sephora que aqui é R$170 no mercado livre e lá sai por U$30) ou então é sem noção mesmo-hahaha.

    ResponderExcluir
  2. HAHA sei como eh fui pros EUA e tem gente muito chata neste mundo, ir pra la e bom mas trazer presentes ou ate mesmo encomendas muito chato, no fim acho melhor mesmo nao trazer nada pra ninguem a nao ser que for pais ou amigos muito muito proximos, pois fui tentar ser queridinha com uma prima no fim sai por ruim... Beijos e otima viagem... Aproveita por todas...

    ResponderExcluir
  3. Concordo com vc... as pessoas não tem noção das coisas !! Só faço encomendas p/ as minhas irmãs ...

    ResponderExcluir
  4. MUITA gente precisa ler esse post, viu? O que tem de gente folgada nesse mundo não tá escrito.

    Fui pra NYC passar o feriado e nego já veio querendo me dar lista e não sei mais o que... Triste!

    ResponderExcluir
  5. Sempre fico pedindo para meu cunhado que vai para os EUA a cada três meses. Ele é bem antipático (não só com isso, mas com tudo na vida) ai ele faz cara de "afff" mas acaba comprando.
    E eu só peço para ele coisas que não existem por aqui e no máximo três itens pequenos....mas sei que as vezes é bem chato ficar procurando coisas para os outros ao invés de fazer coisas do seu interesse.

    ResponderExcluir
  6. presente é outra coisa, eu adoro comprar!!!

    ResponderExcluir
  7. Agora experimenta morar aqui nos USA e a quantidade de amigos de amigos do primo, de pessoas de todos os cantos que acham que tua vida se resume a receber encomendas e enviar pro Brasil de graça, sem noção que custa pra embalar, custa pra ir aos correios e que tempo é algo que custa também! Pagar pela função ninguém quer... e ainda tem o "não conheces ninguém vindo pro Brasil pra trazer pra mim"?

    ResponderExcluir
  8. "não conheces ninguém vindo pro Brasil pra trazer pra mim"?
    .
    .
    RIALTO AGORA....FOLGA POUCA É BOBAGEM !!!

    ResponderExcluir
  9. Aff, o pior é que quando moramos fora do Brasil as pessoas acham que "viramos" ricos by default. Já tive gente me pedindo dvd e camera, e eu dizendo "nao tenho dinheiro para comprar isso", e a pessoa insistindo:"mas eu te pago quando voce chegar aqui". Além do que nao dá para carregar. Eu odeio bagagem, viajo com o mínimo possível, até porque em Londres a grana era pouca e ir de taxi para o aeroporto era quase impossível, tinha que encarar um metro, onibus, tudo de mochilao nas costas. E ainda levar encomenda, quando só entravam dois pares de sapatos na minha bagagem? No, thanks!

    ResponderExcluir
  10. Olá meninas, estou passando por essa mesmíssima situação, estou na Alemanha e recebi encomendas de tudo que se possa imaginar, de coisas básicas como óculos de sol, relógios,perfumes ( com listinhas de 10 nomes) até chapinhas, cafeteiras italianas, notebook...só rindo mesmo né...rsrs
    E o pior é que ao fazer essas encomendas "básicas" ninguém deu o dinheiro e somente uns 2 falaram qdo voltar eu te pago...

    Vou ter que mandar esse manual pra eles!!
    bjss

    Ariane

    ResponderExcluir
  11. Vicky, um ótimo ponto! Quem viaja pro exterior também tem dinheiro de sobra e morar aqui é rico na certa... o mais chato de tudo é ter que explicar pra pessoa que mesmo que você tenha dinheiro, ele é seu e você gasta e investe como você quiser!
    Eu ouço muito o "ah mas você ganha em dollar"... bem, ninguém ganha dinheiro pra começar... e a gente recebe em dollar mas gasta em dollar também, oras.
    A Joo mandou benzaço nesse post, deveria ter um pin pra deixar sempre visível!

    ResponderExcluir
  12. Pedi para uma amiga trazer um Victoria Secrets para mim, é pequenininho e cabe na mala rsrsrs

    ResponderExcluir
  13. Ariane, traz umas tres cafeteiras pra mim? Te pago na volta :)

    ResponderExcluir
  14. Traz uma guitarra extra e um volante para PS3? grata

    ResponderExcluir
  15. ah, guitarra pra Rock Band tá? e compativel com PS2 também, please

    ResponderExcluir
  16. Joo,

    Sinceridade e bom senso na MEDIDA!Nota dez para todas as suas dicas e sugestões! Já fiz que não escutei quando me pediram para meu marido (!!!) trazer um laptop dos EUA! Achei tão absurdo porque além de ser um produto caro e pesado, comprometeria o limite de U$500,00
    Outra vez, um amigo queria pedir uma guitarra!!! Fala sério!

    ResponderExcluir
  17. Quando passei 6 meses nos EUA, adotei o lema de uma maiga: "Encomenda sem dinheiro não sai do Rio de Janeiro".
    Mas como eu fui estudar, ia demorar pra caramba pra voltar e tava mui sem grana, não sofri esse tipo de assédio...
    :)

    ResponderExcluir
  18. nossa nem me fale.. eu viajo a trabalho às vezes, e ando tendo q esconder para evitar as listinhas..pq depois se vc não traz ainda ficam d cara feia. uma amiga teve coragem de pedir um casaco (nem ocupa espaço né) e outra queria q eu fosse num outlet da adidas comprar presente pro namorado dela - não bastava a economia d comprar no free shop, tinha q ser no outlet..e eu odeio artigos esportivos. mas a campeã mesmo foi minha cunhada q pediu pro meu marido trazer dos eua as 20 maçanetas da casa dela, bem antes da gente casar, qdo ele ia trazer coisas pra nossa casa nova. as pessoas não tem um mínimo de noção, viu...por isso eu NUNCA peço nada pra ninguém, mesmo q eu tenha q pagar mais caro aqui. só peço pro meu marido, coisas do free shop q não darão trabalho pra ele e não ocupem espaço. outra coisa chata é qdo as pssoas acham q vc tem q trazer presente.. e olha q eu adoooro dar presentes. mas ser obrigado a trazer uma caixa de lindt pra cada conhecido é um pouco demais né.. como vc disse, a gente junta dinheiro, faz um sacrifício pra conseguir tirar uma semana de férias no trabalho e tem q perder tempo indo atrás de encomendas dos outros? no way!!

    ResponderExcluir

É novo(a) por aqui? Então preste atenção nas seguintes observações:

- O VnF? não é uma democracia
- Apreciamos críticas construtivas
- Comentários que tenham por objetivo apenas a auto-promoção poderão ser removidos.
- As postagens antigas estão sofrendo moderação para evitar os chatíssimos robôs-spam