domingo, 5 de setembro de 2010

Sobre críticas: tá errado 'falar mal'?

Resolvi escrever a respeito disso porque tenho notado uma certa tendência, inclusive entre blogueiras famosonas gringas, a deixar de criticar produtos porque é 'deselegante'. Já botei o 'falar mal' do título entre aspas, e usaria mil aspas se espaço tivesse: eu não acho que listar prós e contras de um produto seja 'falar mal'. Vou mais além do chavão 'o que seria do azul se todos gostassem do amarelo?', que diz que tudo na vida é questão de opinião. Acho que essa opinião é importante não só na troca de idéias quanto no feedback pras empresas, já que qualquer empreendimento sério se interessa em saber onde está acertando e onde está errando.


Opinião é pessoal? Sem dúvida. Mas primeira coisa: nenhuma opinião dada com noção é deselegante. Dizer que EU não curti um produto não significa que eu tô de mal com o fabricante, que eu quero pisar no calo da loja que vendeu, ou nada assim. Se hipoteticamente eu disser que não gostei do novo Close Up, não significa que estou querendo ser chata com o dono da Unilever - até porque ele está, com o perdão da má palavra, c*gando e andando pro que eu penso dele. Agora, talvez ele queira saber o que eu acho do produto que ele fabrica. Além do mais, se eu digo que determinado produto não rolou, quer dizer que ele não rolou PRA MIM. Pra mim que tenho pele assim, cabelo assado, unha fraca, etc. Talvez as meninas com características parecidas com as minhas leiam minha resenha no blog e digam 'opa, talvez seja melhor procurar outra opção e gastar meu dinheiro com outra coisa'. Tanto resenhas positivas quanto negativas originam troca de idéias nos comentários - e esse resultado é SEMPRE positivo. Quanto a feedback, se eu fabricasse algum produto, certeza que ia querer saber o que as pessoas acham dele, para o bem ou para o mal. Porque se, de repente, muita gente começasse a falar que a pigmentação pe chinfrim, que a duração deixa a desejar, que a embalagem não é nada lá essas coisas, eu ia ter que fazer algo a respeito, certo?


A gente já foi chamada de reclamona. Isso é fácil de responder: nós temos, aí ao lado, tags para 'reprovadíssimo', 'reprovado' e 'aprovado'. Os aprovados, em número, desbancam completamente a soma dos outros dois. Claro que a gente acha que vale mais a pena falar sobre um produto que deu certo (pelo menos PRA NÓS, até porque, frisando pela milionésima vez, não somos especialistas em nada e baseamos nossas opiniões no famoso testômetro), mas não achamos que devemos calar sobre os contras que há em alguns produtos, na nossa opinião. Crítica, especialmente construtiva, não é pessoal. Não é errado opinar. Não é errado ter senso de humor. Errado é fazer mimimi.

20 comentários:

  1. Concordo em número, gênero e grau com tudo o que disse. Sempre que compro ou ganho um produto, gosto de colocar minhas opiniões reais, positivas ou não sobre ele no meu blog. E isso não quer dizer que eu esteja sendo anti-ética. Pelo contrário: estou colocando meu ponto de vista. E isso sempre é salutar.

    ResponderExcluir
  2. Primeira que vez que comento por aqui, apesar de acompnhar o blog um tempão!
    Acho que a troca de informações é tudo e auxiliam e mt os fabricantes dos produtos! Fora que salvam mts cruezas que não podem disperdiçar seu rhyco dnheirinho com coisas que tlvz não dêem certo!
    Adoro o blog e já usei mt coisa recomendada por aqui, outras deixem de comprar, tem sido tdo de bom acompanhar vcs!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Apoiadíssima! Sinceramente, quando entro em blog que já começa o texto cheio das formalidades e falando só bem do produto, quase igual propaganda da televisão, eu desanimo de ler. Acho que blog é pra ser mais pessoal, pra "gente como a gente", e apontar os pontos positivos e negativos sim.
    Amanda

    ResponderExcluir
  4. Assino embaixo.
    Analisar o produto é muito diferente de gongar gratuitamente. Tenho certeza de que todo mundo ganha com a crítica construtiva, elaborada de uma forma elegante.
    Só confesso que me incomoda quando a blogueira já começa dizendo "produto tal é uma merda. já aviso que é jogar dinheiro fora." (ou qualquer grosseria genérica do tipo, que, acredite, já vi muito por aí).

    ResponderExcluir
  5. Achei legal o ponto de vista do ponto e concordo que discussão é sempre válido. nada detona um produto como ser ignorado pelas mídias...

    ResponderExcluir
  6. Você está totalmente apoiada, sabe tenho percebido essa tendência e também virou moda virar blogueira....eu sou uma nova blogueira, mas eu não entrei no club pra pedir amostras gratis de produtos e nem por nada disso, eu entrei pra turma pra dividir minhas experiências e colocar minhas opiniões pro mundo conhecer e tirar proveito, eu mesmo antes de virar blogueira já entrava em blogs para conferir resultados e sempre me apoiei na opinião de outras "cobaias" pra adquirir um produto, ja que nós representamos o consumidor exigente, coisa que todas nós somos. Falar de um produto e de seus resultados não é nada deselangante é sim correto conosco, com a empresa e com os consumidores.

    Bjos

    Angel

    http://oblogdamulherpoderosa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Se ninguém criticar as coisas sempre vão continuar iguais, sem melhoras! Tem que "falar mal" mesmo! haha Beijos

    ResponderExcluir
  8. Que bom que ainda tem gente e blogs com bom senso. Eu particularmente acho que muitas blogueiras se esquivam de criticar produtos para nao deixarem de receber apoio (leia-se $$$$) das empresas. Pq sim, empresas sérias quem saber onde estão errando, mas a grande maioria quer mesmo é alguem falando bem dos produtos e fazendo propaganda a baixo custo.

    ResponderExcluir
  9. Concordo plenamente. Tem que opinar sim, tem que dizer o que você acha que é bom e o que é ruim. Senão não existe progressão. É assim que as coisas são construidas e idéias novas são formuladas.
    Está certo criticar, tanto pro bem quanto pro mal. Depende do ponto de vista de quem olha.

    Parabéns pelo Blog.
    Tenho orgulho em seguir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Vocês estão super certas, saber que um produto não deu certo com alguém ou não cumpre o que promete ajuda e muito!
    Continuem assim, é muito mais transparente e honesto!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Amei seu post!
    Qdo navego por outros blogues, a impressão que eu tenho é que as "blogueiras" não falam mal, pra não deixarem de ganhar o tanto de brindes que elas ganham...
    Mas enfim, cada um com seu cada qual, ou ao contrário, não lembro mais...

    ResponderExcluir
  12. Como diria o pessoal do Pânico:
    AHHH VÁ !!!!
    Dou graças a Deus todos os dias por existirem blogs e consumidoras que fazem suas resenhas nos BLOGs pois assim eu evito gastar montanhas de dinheiro com produtos que não funcionam.
    Outra coisa, eu já vi resenhas positivas que fizeram eu ir correndo comprar um determinado prduto. Ou seja, tudo tem o ônus e o bônus as empresas precisam saber trabalhar e depurar esta informação.
    E digo mais, eu não compro quase nada sem saber sobre o produto ou a empresa, quando são produtos de grande porte ou muito caros sempre entro no www.reclamaqui.com.br e vejo oq o mercado esta dizendo a respeito.
    Quer saber...as empresas sérias que souberem trabalhar com esta informação que circula em tempo real vão sobreviver, quanto as demais...é melhor comprar bastante lenço para chorar ...mmimimimi

    ResponderExcluir
  13. Desculpe...o correto é:
    www.reclameaqui.com.br

    ResponderExcluir
  14. Meninas, talvez eu só tenha me expressado mal quanto a tendência de que 'falar mal é deselegante'... eu nem acho que tenha a ver com brindes ou jabás. Na verdade a tendência nem é "falar bem de um produto que não curtiu", mas sim deixar pra lá. É isso que eu acho complicado! Lembrando que a intenção não é detonar nada nem ninguém, mas que tenhamos produtos cada vez melhores, e a preços justos, claro - senão não adianta nada.

    ResponderExcluir
  15. Concordo. Eu não quero saber só qdo o produto é bom, imagina comprar algo super caro para só depois descobrir que é ruim! Todo mundo sabe que o que é bom ou ruim para um pode não ser para outro, mas se um monte de gente diz que não é bom, eu penso 2 vezes antes de me arriscar, e acho isso ótimo para mim.

    ResponderExcluir
  16. Até porque, né... se a gente chega num blog que não fala um aizinho sobre a qualidade de um produto, dá pra começar a desconfiar de propaganda enganosa, que não é o lema de vcs... ainda bem.
    Independente de vcs serem blogueiras ou só terem o blog pra colocar seus cometnários, acho que as críticas precsiam fazer parte disso porque nenhum produto no mundo é totalmente perfeito com todos os usuários... e graças a Deus vcs não são "Maria vai com as outras"como podemos ver em outros endereços na blogsfera. E por isso é que eu venho aqui, e opino(adoro), e defendo até a morte o direito das pessoas de pensar diferente, coisa que já ocorreu quando uma de vcs discordou de parte de um coment meu e nem por isso fiquei ofendida(sobre make nacional e importada, lembram?). E graças a vcs já deixei de comprar alguns produtos, como também já comprei outros que gostei. Eu mesma detesto uma certa marca de esmaltes, já comentei vááárias vezes isso por aqui... e acho sim que se a pessoa tem uma decepção com algum produto tem mais é que contar a todo mundo.
    Continuem sempre assim... adoro!
    BJS

    ResponderExcluir
  17. Sandra, sabe que eu nem lembro dessa coisa da make nacional x importada? eeheh

    ResponderExcluir
  18. Ah, tá. Mas tem quilo de blogueira por aí que só sabe fazer média.

    Recebi vários e-mails com reclamação porque certa vez "falei mal" d´O Boticário e, mais recentemente, das famigeradas bolsas de moletom.

    Mas sabe como é, tem gente vivendo de blog, Joo-Loo!!!! Se a pessoa precisa do fulano/sicrano/empresa para comer, para dar leite para os filhos; é rabo preso. Blogosfera é mutante... Nem é mais o que era, normal.

    Ótimo post!

    Beijo-beijo!

    ResponderExcluir

É novo(a) por aqui? Então preste atenção nas seguintes observações:

- O VnF? não é uma democracia
- Apreciamos críticas construtivas
- Comentários que tenham por objetivo apenas a auto-promoção poderão ser removidos.
- As postagens antigas estão sofrendo moderação para evitar os chatíssimos robôs-spam