quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Dia no parque: o que levar?

Não, você não está na 25 de março.



Este post foi baseado nas tralhas que eu levei pras minhas visitas aos parques da Disney, porém tal situação pode ser substituída por qualquer andança turística, por um festival de música, por uma visita ao zoológico, enfim, você escolhe. Listei apenas os itens que ME foram indispensáveis mas me concentrei na cosmética e na vestimenta - deixei de lado coisas MAIS do que indispensáveis como documentos, dinheiro, ingressos, chaves de carro e do quarto do hotel, câmera, telefone, etc. Nessas situações, quanto mais badulaque você carregar, menos tempo levará pra ficar cansada. Sem contar que em parques como a Universal, na maioria das atrações é exigido que você use um armário para guardar seus pertences "soltos", e isso acontece até onde não precisa (quem é que consegue perder a câmera ou o celular no brinquedo da Múmia, hein?). Esse é um dos grandes bodes que eu tenho da Universal, acho eles CHATOS, mas isso não é assunto para este blog. O que quero dizer é que, de repente, você e outra pessoa podem levar apenas uma bolsa ou mochila com as coisas de ambas, e revezar no carregamento.


À noite, o castelo da Cinderela, no Magic Kingdom, fica iluminado de muitas cores. Até pra quem não dá muita bola pra esse parque, como eu, é bem bonito e emocionante.


Pra quem usa, óculos de grau: eles garantem que você não perca os muitos detalhes da cenografia, atrações, shows de fogos e paradas (no meu caso esqueçam esta última, acho as paradas da Disney um tédio total, fiquei presa no meio da parada das luzes e quase uma hora ouvindo a MESMA musiquinha insuportável, é de deixar qualquer um de mau humor... melhor evitar! A menos, claro, que você tenha filhos pequenos, e eles façam questão de ver os personagens...). É uma boa idéia, inclusive, usar os óculos de grau sob os óculos 3D das atrações. E óculos de sol também são boa pedida, pra quem tem os olhos sensíveis à luz do dia. Mas não se esqueça de guardá-los em lugar seguro antes de embarcar nas atrações mais radicais, porque uma curva ou freada brusca de montanha russa pode fazê-la ficar sem eles...


Esse é o Sci-fi Drive-in Diner, restaurante bacaninha no Disney's Hollywood Studios, imita uma noite num drive-in dos anos 50: as mesas são dentro dos carros antigos e numa telona são mostrados filmes de ficção científica da época. Serve desde macarrão até hamburger, e os drinks vêm com uma pedrinha de gelo falso que pisca em várias cores, super cósmica. Precisa fazer reserva, sob pena de ficar esperando muitos minutos por uma mesa.


Embora você vá passar grande parte do seu tempo entre quatro paredes e um teto, já que a maioria das atrações e restaurantes é coberta, filtro solar é indispensável para reaplicar ao longo do dia. Prefira embalagens menores ou amostras. Acho bobagem levar maquiagem para ficar retocando, no máximo um rímel. Se sua base tem FPS, sorte a sua, leve-a num frasco pequeno e fique protegida e ao mesmo tempo gata nas fotos. Mas cuidado com os vazamentos, lembre-se da tragédia do Bepantol. Sinceramente, eu dispensaria a base, com um monte de brinquedos bacanas não tenho coragem de desperdiçar tempo me montando. Levei o filtro solar e um Carmex para condicionar os lábios, que alternei com balm colorido da Burt's Bees.


Disney's Hollywood Studios, meu parque favorito: pela atmosfera, pela trilha sonora, pelas bugigangas de Star Wars e por dois brinquedos geniais, Rock'n'Roller Coaster e Twilight Zone Tower of Terror, o elevador que cai (ao fundo, na foto).

Papel higiênico de lugar público, mesmo em país que se autodenomina "primeiro mundo", não é das coisas mais macias e fofas. Carreguei uma embalagem de lencinhos umedecidos higiênicos da Nivea e não me arrependi. Levei também uma amostrinha de álcool gel e outra de creme para as mãos, pois estava muito frio e minhas mãos e cotovelos ficaram ressentidos. E não preciso nem mencionar absorventes em caso de necessidade, né? Estes últimos geralmente são vendidos em máquinas dentro dos banheiros dos parques, mas a qualidade e o preço não são lá muito amigos.


Restaurante excelente, no pavilhão do Marrocos no EPCOT.

O vento no cabelo das montanhas russas e de alguns simuladores (tipo o Soarin', atração muito fofa que tem uma telona gigante e assentos suspensos para simular um vôo sobre a linda California) pode emaranhar os fios de uma maneira bem trágica. Levar elásticos e presilhas com você previne isso, além de trazer o conforto que só um cabelinho preso traz. Levei ainda (mas ainda bem que não precisei) remédio para dor de cabeça, para o caso de algum brinquedo mais violento apertar algum botão errado do meu corpo. Tem gente que gosta de carregar a própria garrafinha de água, já que existem bebedouros espalhados pelo parque. Até ando com a minha no carro, em SP, mas em passeios prefiro não carregar peso e comprar água quando estiver com sede, pra depois mandar a garrafa plástica pro lixo reciclável.


A esfera geodésica enooorme, vista da World Showcase, do outro lado da lagoa do EPCOT.

Olha só na foto, o tamanhão do Epcot. Ou seja: prepare-se para andar muito. Além de vestir um calçado confortável, é bom levar esparadrapo ou band-aid para eventuais bolhas. nos pés ou pequenos acidentes. As farmácias americanas vendem a bacanérrima "bandagem líquida", que aplicada sobre o machucado, além de ter agentes desinfetantes, ainda faz uma película sobre ele. Recomendo. Bizarramente, eu também levo um desodorante em tamanho de amostra, geralmente desses tipo stick. Nunca aconteceu de o meu vencer, mas sempre penso que depois de andar milhões, tomar vento na cara, jorradas de água, sei lá o que pode acontecer e é melhor prevenir.

Agora, prestem muitíssima atenção nesta foto, tirada do Just Lia:


Nossa caríssima Lia na Universal Studios Orlando.

Na imagem, a Lia está usando dois dos itens mais execrados pelo pessoal (chato) da moda: pochete e Crocs. Vou dizer: quando você passa o dia todo andando num parque de diversões, usando as mãos o tempo todo para segurar em barras de segurança de brinquedos, e precisando estar preparada para ter rapidamente em mãos ingressos, cartão de crédito, dinheiro, câmera, TUDO O QUE VOCÊ QUER DA VIDA É UMA POCHETE. Lamento não ter tido esta idéia. A pochete poupa seus ombros de peso, o que pode não fazer diferença às 11 da manhã mas, acredite-me, vai fazer diferença às 17 horas, quando o dia quase todo já passou. E você não quer viajar atééé Orlando pra ficar de bode por carregar mochilas pesadas, néam?

Mesma coisa com o Croc. Quem já usou sabe o quão confortável é. Eu mesma uso pouco, porque digamos que não é a coisa mais linda e fácil de combinar do mundo. Mas não tenho pudor nenhum em ir feliz com meus crocs à padaria, ao supermercado, ao Cobasi, e até ao shopping (desculpem, patricinhas, mas eu costumo ir pro shopping à pé, pra mim não é um passeio cinco estrelas e sim uma coisa normal de pessoa paulistana). Meu, parabéns pra Lia que foi pro parque de Crocs e não teve bolhas, não ficou com o pé doendo e pode ir nos brinquedos de água sem medo de molhar os tênis - coisa indispensável no Universal's Islands of Adventure, o parque com os brinquedos que molham até o underwear.

Outra pessoa escrevedora de blog, a Cinthya Rachel, recentemente voltou de Paris e comentou no Facebook que botinhas lindas de couro no inverno europeu são pra quem não é turista e não vai andar milhões de quilômetros à pé na neve - e que do jeito que lá estava frio, ela já estava pensando em um par de Ugg Boots. Dei "like" na hora. Gente, férias são dias de relaxamento, e é muito mais importante respeitar as necessidades do nosso corpo do que estar bonita aos olhos dos outros. GARANTO que, nesses parques da Disney, qualquer passante está muito mais interessado no comprimento da fila pra Splash Mountain do que se você está usando Ugg, Crocs ou sapatilhas Chanel.

Exemplo parecido é andar cheia de penduricalhos e de salto em Nova York - uma cidade onde o grande barato é, literalmente, andar. Ou, sei lá, nas calçadas podrinhas de San Telmo, em Buenos Aires. Ou, trazendo pra "realidade", correr assim atrás do ônibus aqui em SP.

16 comentários:

  1. Post super válido e útil parabéns. Também acho que a opção tem que ser confortável e prática pra poder aproveitar o máximo do lugar.

    Beijos, Mariana.
    www.shemakesup.blogspot.com
    @shemakesup

    ResponderExcluir
  2. Realmente é dificl se sentir bem abrindo mão de ficar "estilosa", ainda mais viajando que vc ker parecer rhyca e nem um pouco com cara de turista, mas eu confesso que quando viajo penso antes no conforto mesmo carregando algums makes basicas cmg ^.~ (que são batom e lapis maiotia das vzs)

    ResponderExcluir
  3. Olha, crocs ainda não tenho coragem, pra andar bastante prefiro um tênis que não seja de "pano", pra não molhar.

    Mas super apoio a idéia de pochete. É feio mesmo, mas eu por exemplo gosto de patinar...pochete é a melhor saída. Não tem condições de ficar patinando com uma bolsa a tira colo ou nas costas, e deixar documentos e dinheiro no carro, nem pensar...até da pra enfiar o essencial em um bolso, dependendo da roupa, mas fora isso, pochete salva!

    ResponderExcluir
  4. Concordo, concordo, concordo. Tava super me afeiçoando às Uggs. Mochila dói muito as costas depois de algumas horas. Lenço umedecido é essencial para as meninas. Tb só ando com balm e bepantol em uma latinha micro, remédio de dor de cabeça e um engov, rs Sapato é algo a se pensar com muito carinho. tem que ser confortável e servir para a finalidade do passeio. Não tenho crocs, mas anotei a dica para o parque que molha, pq imagina ficar andando com o sapato molhado?

    ResponderExcluir
  5. Concordo com tudo! só uma observação: pra quem não curte as pochetes, uma saída pode ser a cartucheira. Faz o mesmo efeito, mas é muito mais bonitinha.

    ResponderExcluir
  6. Minha irmã foi pra Disney e só volta no fim do mês, ela tá adorando lá!
    =1

    ResponderExcluir
  7. O que é legal também é levar uma troca de roupas pros parques que tem atração que molha. Usava principalmente nos dias em que saía do parque na hora do fechamento e ia direto jantar ou fazer compras. Uma muda de roupa limpa pode fazer milagres, hehehe. Quanto a água, a creuza aqui andava com a garrafinha e ia reabastecendo nos bebedouros dos parques, hehehe - lá a água é mais cara que o refrigerante!

    ResponderExcluir
  8. Pra contornar a feiura dos crocs comprei um corcs alice.

    Praticamente o mesmo conforto(um pouco menos) mas bem mais bonitinha. É um sapatinho tipo boneca feito do material de crocs

    É uma ótima escolha pra andar o mundo, mas uso com meia porque as vezes dá bolha nos pés

    Adorei a dica, estou indo viajar e vou andar muito por museus e cidades históricas, vou ver se providencio uma pochete ou cartucheira.

    ResponderExcluir
  9. Excelente post! Espero daqui a algum tempo poder fazer essa viagem e as dicas foram muito válidas =)

    Tenho um primo que foi pra Disney com a família e todos eles voltaram com um par de crocs comprado lá.

    Até meu irmão de um aninho tem uma Crocs. Ele é provavelmente a única pessoa no mundo que fica fofa usando isso, mas eu experimentei a do meu primo e já to doida pra comprar uma pra aqueles dias que a gente sai pra bater perna.

    ResponderExcluir
  10. Oi meninas

    Adoro o blog de vcs, entro sempre para conferir as novidades!!!

    http://euusolaemcasa.blogspot.com/

    Entrem no meu tb!

    Bjão

    ResponderExcluir
  11. Olá!!!Sempre visito o blog,apesar de não comentar muito,mas quero dizer q achei muito legal esse post sobre a pochete!Eu já usei bastante e acho q elas ficam charmosas se usadas para trás!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Ai eu que estou sofrendo de depressão pós disney quase morri com o post! que saudade desse lugar! estou contando os dias para voltar e são muitos ainda aiaia

    As duas coisas que melhor fiz lá, faço sempre e indico para ir aos parques e nos outlets pois andamos muito: é ir de crocs e usar porta dolar(é uma pochete menor) pra carregar documentos, ingressos, gloss e sei lá mais o que! ou uma bolsinha dessas transversais é ótima tbm!!!!!

    bjão

    Mari

    ResponderExcluir
  13. Odeio Crocs com toda a forca. Para dias de longas caminhadas prefiro um bom tenis próprio para hikking e meias anti-bolhas, que compro em loja de material esportivo, aqui nos EUA a REI(rei.com)é minha preferida. Posso andar 2 dias seguidos com eles que nao machucam meus pés de jeito nenhum. E nessa mesma loja tem vários tipos de bolsas para viagens, inclusive pochetes, que sao bem bonitinhas e a prova d'água. Nessas lojas também é possível comprar camisetas com spf, de secagem rápida, calcas, shorts e bermudas também de secagem rápida. É um lugar que vale a pena separar uma grana para fazer umas comprinhas. É tudo meio caro, mas sao pecas clássicas que vao durar muitos anos. Os tenis que eu tenho de lá sao todos impermeáveis, nao ficam molhados por dentro, só levo um par de meias para trocar e uma capa de chuva leve que fica do tamanho de uma bola de tenis dentro da bolsa.
    Vou para Disneylandia daqui a 2 semanas. :)

    ResponderExcluir
  14. Concordo com tudo! Até eu, que sou super fresca aqui na minha cidade, quando fui pra Disney agora em janeiro (pela primeira vez, inesquecível), não tirei os tênis e minha capinha impermeável-não-tão-bonita-mas-confortável-e-que-me-protegia-do-frio! Foi a solução para aguentar as tantas horas de andança por lá! Não curto Crocs, não tem jeito, mas como estava MUITO frio, também não me animei em ir em brinquedo que molha (Splash Mountain estava até fechada). Caso contrário, eu ia apelar para aquelas Havaianas que prendem no pé, rs. Feinhas, mas hiper confortáveis!
    Maquiagem passava de manhã no quarto e ao longo do dia só passava lipbalm e um batom, olhe lá! Peso pra quê, né! Já bastava minha câmera grande, que me fez ter que andar de mochila todos os dias, mas no fim a qualidade das fotos compensou o peso extra.
    Férias, seja na Disney, seja em outros lugares, tem que ser sobretudo um período de descanso. Conforto é PRIMORDIAL, principalmente quando é sua primeira vez no lugar. Se você já é habitué de NY, aí sim pode ficar de figuração pra lá e pra cá, eu quero é bater perna e conhecer tudo! kkkkkkk
    Infelizmente tem gente que tá mais preocupada com as fotos do que em se divertir, fazer o quê...
    Adoro o blog!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Eu uso Crocs e tô me lascando pro que os outros pensam. Sim, eu gosto de estar linda e arrumada, mas gosto mais ainda de estar confortável e feliz. E andando dezenas e dezenas de quilômetros fazendo turismo sob 39ºC na sombra (como fiz no último verão europeu), não tem nada que me deixe mais feliz que um Croc. Pra mim quase tudo na vida é mais importante que sair bem na foto... Mas cada um faz o que acha melhor, né?

    ResponderExcluir
  16. Vicky, a vantagem que eu vejo no Croc sobre o tênis em alguns parques é que tênis molha (mesmo os que não molham por fora acabam melecando por dentro), meia molha, e é péssimo ficar andando de pé molhado. Mas eu andei de tênis minhas férias todas, nos brinquedos de molhar troquei por um chinelinho. O croc teria sido mais prático pra não ter que carregar um chinelinho.

    Quanto a cartucheira, realmente é muito mais fofa do que uma pochete... pra mim o problema seria a minha câmera que é um pouco trambolha...

    ResponderExcluir

É novo(a) por aqui? Então preste atenção nas seguintes observações:

- O VnF? não é uma democracia
- Apreciamos críticas construtivas
- Comentários que tenham por objetivo apenas a auto-promoção poderão ser removidos.
- As postagens antigas estão sofrendo moderação para evitar os chatíssimos robôs-spam