domingo, 27 de março de 2011

Eu sacolo, tu sacolas.


Domingo passado teve sacolada (yes!), que não deixou de estar prejudicada pelo meu estado de sonolência bizarra e pela ausência mais do que justificada de socinha Loo. Justamente a metade deste blog que costuma tirar as fotos e que tem postado com mais frequência, ainda mais agora que meu computador, pra ajudar, foi pro saco.

Mas o show, que tinha que continuar... continuou, e foi BEM legal. Tenho que começar agradecendo MILHÕES a todas as meninas que apareceram, para fazer de tudo um pouco: fofocar na Itiriki Bakery, fazer compras juntas, trocar idéias, diquinhas e produtos, e fechar o dia com almoco delicinha no japa-quilo. Sim, temos as melhores leitoras do mundo, aquelas que acordam relativamente cedo no domingo, olham pela janela e vêem aquele tempo feinho-feinho, mas ainda assim pegam o metrô pra nos ver. Mesmo sabendo que não vai ter brinde, "goodie bag" nem nada. Mintchira, dessa vez, nada de miséria: sorteamos brindes bem fartos e bacanas, cedidos ao blog pela Garnier e pela Impala, yay!

E antes de escrever esse post, pensei comigo que talvez meninas que nunca foram a uma sacolada se perguntem o que tanto nós ficamos fazendo pela Liberdade (o bairro paulistano, não a ilha em NYC). Ninguém é obrigada a saber, né? Assim, passemos a uma listinha de lugares pra que as leitoras se aventurem, levem as amigas ou mesmo façam suas sacoladas do eu-sozinha.

1) Itiriki Bakery

Nossas sacoladinhas, quando acontecem na Liberdade, sempre começam lá? Por que? É bem pertinho do metrô, de fácil acesso e todo mundo por lá conhece (quem se perder, basta perguntar em qualquer loja ou barraca da feirinha dominical). Tem um salãozinho legal no segundo andar e vende pães (dã) diferentosos (até pão de queijo sem lactose, né, Je?). Claro que há quitutes japoneses, como o pão recheado no vapor e os doces de feijão azuki. Não é a coisa mais barata do mundo mas, de vez em quando, pode.

Endereço: Rua dos Estudantes, 24.


2) Audrey

É minha loja de beleza predileta das redondezas. Tem muita variedade e alguns bons preços. Lógico que aparecem as aberrações, como uma paletinha linda de sombras da Physician's Formula que, em farmácia americana, não passa de 10 doletas e lá custa R$85... Acontece. Mesmo assim, na minha opinião, pra comprar cílios postiços, não tem lugar melhor. Os mais baratinhos, de marca japonesa (não me perguntem qual, não sei ler caracteres japoneses, haha!) saem por volta de R$6,50, são muito dignos e eu tenho vários. Há também muitas marcas de produtos para cabelo, pincéis (muitos meeeesmo) e organizadores para make feitos de acrílico (eu trouxe um onde cabem 24 batons e saiu R$18,50). Na parte de cima da loja também há um quadro onde estão afixados datas e horários de cursos. Dessa vez, o destaque ficou para os cremes Pond's - que eu não comprei, mas a prateleirinha cheia deles fez bater um certo sentimento de nostalgia.

Endereço: Rua Galvão Bueno, 69.


3) Ikesaki "velha"

Logo perto da entrada, tem SENHORES displays de make, de marcas como Maybelline, Catharine Hill, Tracta, Payot, Duda Molinos, entre outros. Mais para o fundo, itens para cabelos, corpo, e produtos em geral, como desodorantes e sabonetes. Os preços às vezes são bons e às vezes nem tanto, vale dar (uy) uma pesquisada. Há também uma parte especial e fechada ao povão (leia-se nós) exclusiva para as compras de profissionais de beleza (acho bem justo). O que me faz ter um pouco de pregui dessa loja é o espaço apertado, a lotação e as filas horrendas nos caixas. Acabo desistindo de entrar lá por causa disso...

Endereço: R. Galvão Bueno, 37.


4) Ikesaki "nova"

Filial da "velha", é maior, mais bonita e mais arejada. Em compensação, na nossa visita, encontramos a área destinada às makes meio às moscas, com poucos produtos expostos. Outra coisa estranha foi que uma das meninas estava procurando produtos de uma marca X, para cabelo, que são vendidos em qualquer perfumaria de bairro, e na Ikesaki ficam apenas na área exclusiva para os profissionais. Os seguranças também não são os mais amigos, já levei bronca lá apenas por estar segurando minha máquina fotográfica - acho que ele queria que eu jogasse no chão, sei lá. Coisas ótimas? Olay a preços muito bons, ainda tem bastante esmaltes no terceiro andar (unhas postiças também, pra pessoas com unhas feias como as minhas ficarem bem felizes), bastantes tinturas Alfaparf pra creuza que pinta o cabelo se divertir e grande variedade de adesivos para unhas Eliana/Tenshi. Deu vontade de levar vários, mas me contive e comprei uma cartela apenas, para experimentar e ver se funciona. Depois conto.

Endereço: Av. Liberdade, 146.


5) Ludovicus

Eu juro que não esqueço da Ludovicus por mal, mas o fato é que, desta última vez, esqueci. É que eu acho a loja cara-cara-cara. Mas ela tem alguns pontos fortes e fãs incondicionais, que dizem que ali é o melhor lugar para se encontrar os famosos e bonzões pincéis da marca Ariana.

Endereço: Rua Galvão Bueno, 61.


6) Tenman ya

Outra loja ótima que eu esqueci de sugerir pras meninas - e bateu remorso, viu? Uma delas estava atrás de curvex e fiquei de mostrar a Tenman ya, que foi onde comprei meu curvex Kai, generiquinho do Shushu Uemura, e do qual falei bastante aqui no blog. De qualquer forma, não tem muitos produtos relacionados a beleza nessa loja, não: alguns curvex, alicates de unhas e afins. O forte são os produtos para casa (organização e eletrodomésticos), super bonitos e diferentes. Vez ou outra dá pra encontrar as gostosas balinhas japonesas de flores e de leite.

Endereço: Rua dos Estudantes, 19.


7) Galerias

No bairro todo, e especialmente na Rua Galvão Bueno, há um monte de galerias que vendem de tudo, desde cosméticos a peças de computador. Nunca dá tempo de visitar todas, mas vale muito a pena ficar com os olhos bem abertos para pechinchas e produtos mais difíceis de encontrar em outros lugares (por exemplo, lá é líquido e certo de se encontrar ArtDeco e ccSt Yves). Claro que dicas a respeito desss galerias podem e devem ser deixadas nos comentários!!!!

Endereço: pela Rua Galvão Bueno toda!


8) Feirinha da Liberdade

Pra quem curte uma feirinha ao ar livre, a da Liberdade acontece aos sábados e domingos. Tentei procurar na internet os horários, e alguns sites dizem que funciona das 9 às 18 horas, outros dizem 10 às 19 horas... moral da história: vá entre 10:30 e 17:30 e você estará bem. Saindo do metrô Liberdade, você já está na cara do gol (yeah, isso sou eu emocionada com o centésimo do Rogério Ceni, snif). Há barracas de artesanato, mas acho que o carro chefe são as de comida: pastel, japonesa, chinesa, indiana... é preciso um pouco de paciência, porém, porque o lugar está sempre cheio, por vezes além da (minha) conta.

Endereço: Praça da Liberdade.


9) Nandemoyá

As meninas me levaram para conhecer esse restaurante por quilo japonês que, se não é ultra barato, tem preço justo por causa da variedade e fartura. Não se assuste com a multidão, porque o lugar é enorme e cabe todo mundo (fomos almoçar em seis, mas o tempo de procura por mesa foi mínimo e sentamos bem confortáveis). Tem vários tipos de sushi, e grávida não precisa passar vontade não: é só dispensar o peixe cru e se acabar no hot roll de goiabada com cream cheese. Tem também pratos quentes, opções "ocidentalizadas" como o tradicional arroz-feijão, potinhos de missoshiru e frutas caramelizadas de sobremesa.

Endereço: Rua Américo de Campos, 9.


10) e o "não vá" do dia fica para... Udon Nakamura

Fred foi me encontrar na Liberdade, eu já tinha almoçado e ele não. Decidimos ir ao Udon Nakamura, porque ele adora udon, já tínhamos ido e gostado e saco vazio não pára em pé. Chegando lá, ele, que tinha passado a manhã inteira soprando na gaita de fole e carregava uma mala com equipamentos pesando 15kg, me pediu pra subir os dois lances de escadas e avisá-lo se o restaurante estivesse aberto, para que depois ele subisse. Subi, a porta estava aberta. Entrei, sentei, liguei pra ele e avisei pra subir. Logo depois, vem um cara dizer que "estava fechado". Argumentei, com educação: que a porta estava aberta, que não havia placa com horários, nenhum aviso de que estava fechado e ninguém para avisar antes de eu entrar e sentar. O sujeito fez cara de fezes e respondeu "não entendi nada, mas está fechado". Perdi um pouco da compostura, andei até a porta (ainda totalmente aberta), apontei e perguntei: "isso aqui é fechado pro senhor??". Engraçado que num restaurante enorme e lotado como o Nademoyá, fomos super bem tratadas e nesse, que é minúsculo e atende 10 gatos pingados por vez, os caras me aprontam essa. Enfim, se a creuza quiser ser feita de palhaça e mal atendida, só ir lá!

Endereço: Rua da Glória, 111, 2º andar.

14 comentários:

  1. Meu sonho é conhecer SP sempre foi, desde pequena! E quando for certamente quero passar nesses lugares =D
    normalmente faço esse tour pelas lojas de beleza da minha cidade como terapia heheheh mas sempre faço sozinha =(

    beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Da próxima vez que forem ao Nandemoya, atravessem a rua e comam os doces da Alteza!!!!Muito, muito bons!

    ResponderExcluir
  3. A melhor parte de ter sido gongado no Nakamura foi que acabamos indo comer no Outback. Batata frita com queijo e bacon e chopp de 500ml ganham fácil de qualquer macarrãozinho de soja com floculações sobrenadantes.

    ResponderExcluir
  4. Foi maravilhosa a nossa sacolada, ainda passei em várias lojinhas com algumas das meninas depois do almoço. Voltei com um monte de coisas rsrsrs. Ah e passei de novo na Itiriki para comer mais doces hehehehe.
    bjos

    ResponderExcluir
  5. Pao de queijo vegan nunca mais!!!!
    Serio,achei que ia ser bem diferente mas tava borrachudo e com gosto de salsa!!!8o

    A sacolada foi otima,depois que JooFred foram embora passamos na Audrey,again, e eu comprei um super cilios de drag roxo!!(Bem queria aquele verde drag SilvioSantos!)
    Tb passamos na Tenman Ya!E quem queria curvex comprou!

    Amey todas as meninas super fofas e Joo guerreira que mesmo com sono aguentou firme e forte um bando creuzas!

    ResponderExcluir
  6. fico tempos sem vir aqui e vcs não perdem a simplicidade...adoro!
    não gosto da Ikesaki nova,acho o atendimento ruim,faltam coisas,e tb já fui delicadamente "puxada' por um dos seguranças pq ñ podia entrar de mochila...
    procurei a sombra Vult pure shine lá e a revendedora disse que ñ existia,que eu devia estar enganada. (!)

    como não somos blogueiras celebridades que tem coluna em revista Feminina,o tratamento é esse mesmo,mas SP tem mil coisas legais e boa parte vcs postaram aqui.

    beijinho!

    Patrícia TG

    ResponderExcluir
  7. Perfeita a sua descrição dos locais da Liberdade !!!
    Eu e meu marido vamos a cada 3 meses ao Nandemoya (experimentem o peixe-prego- delícia !). Sempre damos umas voltas por lá para ver as novidades e na semana retrasada fui perguntando de loja em loja quem vendia M.A.C. e uma loja indicava a outra, até que encontrei a DIVA.
    Aliás, foi lá que consegui finalmente encontrar maquiagem inofensiva para uma pessoa ultra-alérgica como eu. Descobri (um pouco tarde, é verdade) a ARTDECO. A loja fica do lado da Ikezaki velha. O atendimento ótimo ! As meninas super atenciosas e antenadas e ganhei brindes bacanas, inclusive para o meu marido (que sempre vai comigo nessas-afinal, ele quer a mulher dele cada vez mais gata !). Como pude ficar tanto tempo sem conhecer a maquiagem mineral ???

    ResponderExcluir
  8. Amei de verdade as dicas,tbm sou louca para conhecer SP, em especial o tão famoso bairro da Liberdade,espero que meu curto tempo na cidade (somente de sábado para domingo) eu consiga ver todos esses lugares.
    Beijos! E Parabéns pelo blog ^^

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post! Acabei de me mudar pra Sâo Paulo e ainda não conheço os lugares para fazer comprinhas assim.
    Essa semana vou me arriscar na Liberdade e seguir todas as dicas!
    E no próximo final de semana vou tentar convencer o maridão a conhecer a feira!
    http://rjsampa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Eu adorei a sacolada! E se a Nathalie ler este post, gata, me escreve! hahaha
    te mandei email mas volta, volta e volta!
    beijo
    Pat

    ResponderExcluir
  11. Oi suas lindas!!!

    Obrigada pelo passeião no domingo passado! Achei bem legal, os lugares não eram desconhecidos para mim mas a cia era ótima!!!! Vocês são super fofas e adorei conhecê-las, mesmo me desgarrando no final (gente, eu PRECISAVA comer aquele trem indiano, tava uma delícia!). Eu ainda comprei umas bugigangas antes de ir embora e fui encontrar um amigo, mas da próxima vez juro que fico até o final!


    Pat, lindona, tô te escrevendo um email! Será que você anotou meu endereço errado??

    Bjos!

    ResponderExcluir
  12. N vezes melhor q o Nakamura, prefiro o LAMEN KAZU.. é mooito parecido com o lamen do japao, apesar dos preços nao serem la muito módicos... mas vale a dica pq é bem gostoso.. ambiente pequeno, mas aconchegante...
    ah, tb tenho um blog q comecei esses dias.. pra quem quiser seguir:
    http://mimimiseafins.blogspot.com/
    obrigada!

    ResponderExcluir
  13. Dã.. esqueci de deixar o endereço do lamen:
    Rua Thomaz Gonzaga, 51 Liberdade
    é na rua de tras do nandemoya!

    ResponderExcluir
  14. Querida, dica: nesse mmo prédio q fica o Udon Nakamura, no 1o. andar, tem o Mugui! Pra mim é o MELHOR restaurante de yakisoba (e olha q sou mestiça, suspeita pra falar haha)! O macarrão é crocante (ainda não descobri como fazem pra ficar assim) e o atendimento fica por conta de umas senhorinhas mto fofas. Fora o preço, q é super justo e nd caro, as porções são grandes, vale pedir o "mini". Experimenta da próxima vez, vc não vai se arrepender!

    ResponderExcluir

É novo(a) por aqui? Então preste atenção nas seguintes observações:

- O VnF? não é uma democracia
- Apreciamos críticas construtivas
- Comentários que tenham por objetivo apenas a auto-promoção poderão ser removidos.
- As postagens antigas estão sofrendo moderação para evitar os chatíssimos robôs-spam