domingo, 12 de junho de 2011

Guarda roupa da Creuza, versão El Barrigón

Eu prometi que não ia falar muito de gravidez aqui por não ser esse o foco do blog, mas resolvi fazer esse post porque além de se encaixar na seção guarda roupa da Creuza, ele também tem uma vibe Use o que você tem. Porque, meninas, desde que eu fiquei grávida, tenho resistido um pouco a comprar roupas para gestante. Isso aconteceu inclusive em NY, quando tive acesso a itens mais baratos (e menos jecas). Tá, verdade seja dita, eu nunca dei muita chance pras roupitchas de gestante por aqui, mas é que me sinto mal gastando uma grana em coisas que sabe-se lá se vou usar novamente. Dentro em breve terei um casamento pra ir e aí obviamente terei que comprar algo, mas coloquei nesse post as alternativas que tenho usado no dia a dia, usando as peças que já tenho e tentando não gastar muito:


Aqui vocês vêem a indefectível calça de malha. Eu já tinha duas e comprei mais duas (C&A, R$40 cada, mas na pior das hipóteses sempre as usarei na academia). Combinei com uma camiseta qualquer que servisse (leia-se "cubra a barriga", e essa falhou um pouco, eu tinha que ficar puxando toda hora e na foto dá pra ver um tantinho aparecendo), um cardigã bonitinho abotoado na altura do peito e uma echarpe - nessa parte dá pra variar bem, trocar as echarpes sempre ajuda a não parecer que você está com a mesma roupa todo dia, haha. Nos pés, tênis, até porque eu já abdiquei de saltos desde o terceiro mês de gravidez. Tudo isso eu já tinha, exceto a calça, que também comprei no terceiro mês.


Essa eu já vou começar com uma explicação, haha: pior que meus petchos nem estavam tão monstruosos nessa ocasião, mas o ângulo não me favoreceu (verdade!). De qualquer forma, esse vestido em particular não me serve mais, mas serviu até o quinto mês. Comprei-o por R$85 na feirinha do shopping Center 3, da qual eu sou fã assumida. A amarração é sob os seios e eu usei até não dar mais, sempre com top por baixo, lógico. Nos pés, aí temos um par de havaianas, mas usei com sandalinhas de couro e sapatilhas também. Os óculos aviador são genéricos, trocar os óculos é uma boa também se você tem vários.




Li em algum lugar que a combinação de "legging + blusa comprida" pode ficar monótona se a mulher grávida só usa isso, e concordo... mas as danadinhas são tão práticas... Não só é possível variar as blusas (a da foto é Stellão para C&A, presente de Fred!) como dá pra trocar a tal da legging preta por uma jegging (a da foto é Anthropologie, comprei um tico antes de saber que estava grávida pra ver se curtia, ela tem uns botõezinhos dos lados, achei que ia dar pra ver na primeira figura mas não deu). Eu nem gosto de jegging, tenho medo daquelas meninas que usam jegging com a bunda descoberta (gosto é gosto), mas nesse caso tive que dar o braço a torcer. A sapatilha é Melissa e, a meu lado, mais uma vez temos a minha mãe, cheia de sua elegância magérrima.


Primeiro, atentem para o look da minha prima Cintia: calça de malha!!! Sim, nós grávidas amamos a calça de malha. Não aperta, não esquenta em excesso mas serve pra dias frios, é confortável, não impede os movimentos e dá pra usar por cima e por baixo da barriga, dependendo do estágio da gravidez. Eu estou de vestido Gap com elástico sob os seios e decote V (pra parecer menos fornida de carnes, sabe?) e bota TNG - ambos também já faziam parte do meu guarda roupa, e o vestido ainda cabe um monte de barriga, vai dar para usar por um tempão.

Acho que eu tenho duas considerações a fazer: a primeira é que estou prezando mais pelo meu conforto do que por qualquer outra coisa. Tenho a sorte de não precisar trabalhar de tailleur nem terno e tem dia que, juro, preciso me segurar pra não ir pro trabalho de pijama. Isso acontecia muito no primeiro trimestre, quando eu tinha azia todas as manhãs (e hoje também acontece, mas é por causa da dor nas costas, hehehe). Isso que vocês vêem aí, em diferentes combinações, é mais ou menos o que eu tenho usado, e não tenho muitas outras peças além destas. Variam mais os sapatos, as echarpes, os lenços e demais acessórios.

A segunda é que todas essas fotos são do acervo pessoal. Não estão, portanto, lindas, produzidas e glamourosas. Qual seria a graça se estivessem? Ou se eu não usasse realmente esses "looks"? Nem estou dizendo que não acredito no "look do dia", porque acredito sim, sobretudo quando a pessoa tira as fotos, daí pega a bolsa e vai trabalhar ou cuidar de sua vida. Não creio é em se vestir meramente pras câmeras...

Enfim, vamos ver quanto tempo ainda consigo resistir sem uma visita a uma loja de moda gestante. Conto pra vocês quando acontecer, se acontecer!!!

16 comentários:

  1. Oi, Joo.

    Acho que comprar roupa própria para gestante vai depender muito de como era seu guarda-roupas antes... No meu caso, deu para segurar muito bem (ou quase muito bem) até o início do sétimo mês. Eu não tenho preconceito nenhum de usar legging e blusa, mas eu não tenho muitas blusas que dá para usar com legging e achei que comprar delas, apesar de ser mais barato, não compensaria, porque seriam certamente aposentadas depois (mas cada um pensa de um jeito, é que eu não uso muita legging). As minhas jeggings aos sete meses começaram a apertar a parte de baixo da barriga, então, como ainda estou trabalhando e lá não posso ir de malha ou moletom, precisei comprar duas calças: uma jeans e outra clara, tipo se sarja (Emma Fiorezzi e Due vita). O bom é que acho que dá para eu diminuir a faixa de elástico e aproveitá-las depois, já que meu quadril não aumentou muito. Fora isso tenho um body de camisa branca que dá para apertar depois, e uso muitos lenços, colete, blazer... passar os últimos meses no frio é bem difícil.

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha temos varias coisas em comum, fiz letras na USP tb, a uns bons anos atras, engravidei no meio da facul tb, agora faço administração, e minha filhota ta com 2 meses agora, comprei uma peca de roupa específica para gravidas em toda a gestação e ganhei mais algumas no final (quando a situação fica de fato critica). Tudo isso pra reforçar, não compre mesmo, ou compre o mínimo, pq vc usa tanto que depois não quer mais ver. Ate mesmo as camisetas largas que seriam perfeitamente "usáveis" agora, nem posso ver. Sem contar ainda os preços nas lojas especializadas. Resumo, gravidez e pra ser curtida, nos dizem pra comprar tantas coisas que o principal se perde. Parabéns e continue com os posta sim, quem não esta gravida ou foi ou sonha ser. Bjos

    ResponderExcluir
  3. Tb optei por não comprar coisas específicas para gestantes porque são caras e depois não usarei novamente. Apesar do meu trabalho exigir mais calça (sou bióloga, trabalho no mato...), estou optando mais por vestidos. Comprei 2 de malha que usarei depois da gestação tranquilamente. A vantagem é que aqui onde moro (Espírito Santo) faz calor o tempo todo. Enfim, adorei seus looks de grávida, vc está linda. Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post, leio o blog há um tempão e estou grávida de quase 8 meses e até agora nada de comprar roupas para gestantes. Comprei duas camisas números maiores (uma jeans e uma xadrez para usar com legging) e só. Claro que tem dias desesperadores para esconder a pança, mas vou me virando, rs! Alguns vestidos que agora ficam curtos na frente tb uso com legging e bota/sapatilha mais um cinto ou echarpe como acessório! E assim vamos levando! Consumo consciente...heheh. beijao!

    ResponderExcluir
  5. E eu que sou aloka e já comprei 2 vestidos para grávidas da Renner... O detalhe é que nunca estive grávida na vida,hahaha! Os vestidos eram tão bonitinhos, fui passando e pegando pra provar, dentro do provador percebi o elástico nas costas, mas nem me toquei... só me dei conta qdo cheguei em casa e li na etiqueta! Ontem mesmo estive na Riachuelo e achei uma calça do jeito q eu queria, aí vi q era pra grávida tb... Não acho q vcs estejam tão carentes de opção, mas concordo q não dá pra trocar de guarda-roupa por causa de uma barriga q todo dia tá diferente e logo vai embora... Ah, tomara que meus vestidos ainda estejam inteiros qdo eu decidir engravidar, hehehe! Bjos

    ResponderExcluir
  6. Ah, a moral da história, acho eu, é que sempre vamos ter que gastar com uma pecinha ou outra (e calças me parecem a peça mais crítica - quanto às leggings, quando começam a apertar, eu dobro e uso por debaixo da barriga). Lembrei também que eu já tinha uma calça de elástico que comprei quando não estava grávida porque achei fofa e caiu bem (de jeans molinho, reta, super fofa). Na real não acredito que se trate de estar carente de opção, e sim de tentar gastar menos numa época em que o corpo vai mudar muito. Outro exemplo é evitar um shopping spree antes de começar um regime e uma rotina de exercícios, como eu mesma fiz em 2007!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo bebê. Depois de 2 gestações posso falar com propriedade.
    As roupas que vc usa na gestação muito possivelmente não serão reaproveitadas depois. Uma porque costumam deformar. Blusas e vestidos esticam e ficam feios. E outra pq depois de usar tanto algumas peças, vc não quer mais olhar para elas!!

    ResponderExcluir
  8. Acho que as fotos ficaram lindas Joo, sério.
    Bem, eu tenho uma dica para você continuar evitando as roupas ditas "de grávida": há vestidos super fofinhos na hering, e tem disponível tamanhos g e gg (que eu sei que não é o seu caso). Eles são meio curtinhos, e em grávidas deve fazer o efeito "cobrindo um santo para descobrir outro", porque vai ficar maior atrás do que na frente. Mas aí você pode usa suas leggings. Tenho super certeza que você poderá reaproveitar após o parto. Ah, e o melhor, os preços são legais, coisa de 60 a 80.

    Bem é isso, como se diz em minha terra, nossa senhora do bom parto te dê conforto em sua hora. Beijão!

    ResponderExcluir
  9. Achei legal vc abordar esse assunto aqui no blog.Estou de 2 meses de gestação e já estou preocupada em comprar algumas blusinhas mais soltinhas pois não tenho nenhuma.Continue postando suas dicas. Nós gravidas agradecemos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi,Joo

    Nas minhas duas gestações usei as roupas que já tinha, pois uso sempre roupas soltinhas e confortáveis, além de ter engordado pouco (precisei controlar meu peso devido a diabetes gestacional). Investi apenas em lingerie apropriada para a gestação (4 calcinhas a partir do sétimo mês,quando já tinha alargado todas as minhas usuais e elas estavam marcando debaixo da barriga) e usei soutien de amamentação mesmo durante a gravidez para economizar e não comprar os soutiens de gestante mais os de amamentação.Calcinhas pós parto e cinta também são super necessários para auxiliar o corpo a voltar ao normal, vale investir em boas marcas. Beijos para vc e a Nina.

    ResponderExcluir
  11. Joo, tá certíssima, eu acho que eu até já comentei aqui, que eu tive "enjôo" das roupas que eu usei na gravidez e tive que dar todas elas né. (tá exceto as leggins, que eu uso até hj p ficar em casa "quando "tá escuro e ninguém me vê"
    eu só comprei e ganhei roupas adaptáveis, nada específico para gestante. e o sutian de amamentação... se comprar agora compre maior, vc já deve saber mas é depois do parto que o peito cresce de verdade (parece inacreditável, mas é verdade!), e se ficar apertado, além de ser absurdamente incômodo atrapalha a amamentação.
    Beijos para vocês duas!!

    ResponderExcluir
  12. Olha, eu senti necessidade de comprar calças, porque lá pelo 4º ou 5º mes começou a fazer frio e é muito difícil compor um look tendo que usar, calça, meia, blusa, casaco etc. O melhor investimento que fiz foi uma calça jeans com aquela faixa de elastano da loja Maria Barriga e o melhor é que vai dar pra usar ela no pós parto tb ( a barriga não vai toda embora no dia do parto né). Fora isso, faço como vc, uso leggings, calça de malha e blusas mais larginhas e lenços pra variar o visual.

    ResponderExcluir
  13. Ai, zenti só eu que surtei totalmente com esse post???

    Joooooo - sua linda -, amei demais esse monte de fotos com o barrigón de todos os ângulos possíveis!!!!

    AMEI AMEI AMEI

    Então, eu já tinha postado lá no blog que é isso mesmo, calças de malha C&A (depois que a blogueira Mariana Ava disse que compra as dela em NY por 8 doletas, dá mais raiva dos preços C&A), acessórios e MAKE.

    Joo, depois que você estiver ninando a Nina, vai querer essas roupas bem loooonge do seu armário. Na verdade, eu até comprei roupas para grávida na Renner, mas não pareciam que eram feitas para barrigudas. No último trimestre eu engordei MUITO, aí não tinha roupa comum que me servisse.

    E tá duro perder o que a gravidez trouxe...

    Beijo e amei ver você linda assim!

    ResponderExcluir
  14. Vc está muito + linda grávida, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  15. Adorei a matéria e acho sim que você deve falar dessa fase linda. Estou grávida de 4 meses e meio e também já tive que fazer umas comprinhas , pois além de tudo meu trabalho exige isso e a minha salvação são leggings casacos mais compridos e calças jeans para gestantes. Beijos mamães !

    ResponderExcluir
  16. Tão legal ver várias fotos :)
    Já comprei roupa de grávida sem querer, na Zara... é uma blusa que é boa por ser bem comprida.
    Boa sorte com o guarda-roupa! Não tenho nenhuma dica dessa vez O_O

    E amei o nome da nenê!!
    Uma amiga muuito querida minha (ela é da Letras tbm) se chama Nina tbm, tão fofo o nome, e ao mesmo tempo com personalidade.

    Beijos pras duas!

    ResponderExcluir

É novo(a) por aqui? Então preste atenção nas seguintes observações:

- O VnF? não é uma democracia
- Apreciamos críticas construtivas
- Comentários que tenham por objetivo apenas a auto-promoção poderão ser removidos.
- As postagens antigas estão sofrendo moderação para evitar os chatíssimos robôs-spam