sábado, 31 de dezembro de 2011

E até o ano que vem!

Não sou muito de Réveillon, não curto a vibe, tenho nhaca de muito bêbado se amontoando, de demorar 8h pra chegar no litoral e daquela coisa de que todo mundo ama todo mundo pelo menos por uma noite. Mas cada um é cada um, né? Tenho certeza de que muitas pessoas vão comemorar de jeitos variados, outras vão ficar em casa, outras vão dormir, e etc. De qualquer forma, desejo felicidade a todos os leitores heterogêneos deste blog.

E como já rolou anteriormente, deixo aqui um videozinho velho porém digno (outro dos meus prediletos), de presente para vocês. A ocasião? O último dia do ano. Que fiquemos muitos outros anos juntas por aqui.



Crash Test Dummies - Mmm Mmm Mmm Mmm por Dan_of_the_Land


Lembrem-se que se convencionou chamar de "ano" uma volta completa da terra em torno do sol, o que dura 365 dias. Poderiam ter chamado de ano duas dessas voltas, ou três, ou meia. Ou seja, isso é apenas uma convenção e amanhã é só mais um dia no calendário. Todos os dias podem ser (ou não) especiais!

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

E coloquei mais coisas n'O Baú da Joo...

Imagem emprestada daqui

Tem Clinique, ELF, Shu Uemura, Bath & Body Works e mais, com preços caprichados. Vão lá ver!


Teste do nariz: sabonetes líquidos Pluii


Descobri essa Pluii ontem, numa visita à Droga Raia para comprar leite em pó, já que a Nina entrou no mundo maravilhoso da mamadeira (mães xiitas que acham que dar mamadeira é amar menos o filho, favor não incomodar, ok?).  Googlei quando cheguei em casa e vi o quão atrasada estou, várias blogueiras já falaram sobre os produtos, houve lançamento em novembro, etc. Eu não sabia mas tudo bem, aparentemente a marca pertence à Droga Raia (inclusive a imagem acima é do site deles) e é composta por diversos tipos de produto, de hidratante a sabonete líquido, passando por shampoo, condicionador, leave in, sabonete em barra, etc. 

Aqui em casa a gente usa bastante sabonete líquido, tanto para o banho quanto para lavar as mãos. Então decidi escolher dois. E para isso, nada melhor do que o teste do nariz: dar aquela cafungada linda no tester do produto e ver qual é mais legal. 

Havia disponíveis as seguintes fragrâncias: Blu Marino, Lima Limão, Vibre Gengibre, Amora Rosa e Brilha Baunilha. Fiquei entre os três primeiros e acabei decidindo que o Lima Limão tinha um pouco de cheiro de detergente, sem falar que na gravidez emburrei com um sabonete de limão + baunilha que tinha aqui no lavabo e nunca mais fui a mesma com coisas limonáceas. Não me comoveu o Amora Rosa e o Brilha Baunilha eu detestei, um cheiro doce demais que faria a Loo, com seu nariz de perdigueiro, sair correndo para as colinas.

O Blu Marino, pelo que entendi, é pra ter "cheiro de mar". Não tem, óbvio, mas refrescante ele é. Me lembra de quando eu era criança e tentava captar o "ar marinho" com meu balde de plástico, hahahaha. Os shampoos e condicionadores dessa linha azul são pra cabelos oleosos, daí que um dia pretendo testar. Anda tão difícil uma marca lançar coisas específicas pra cabelos oleosos (até parece que todo mundo no Brasil tem bunda grande e cabelo danificado, ô beleza) que, quando lança, só esse fato já vale 25 mil pontos comigo.

E o Vibre Gengibre tem um cheirinho super diferente, também refrescante, dando (uy) pra sentir o toque de gengibre bem no finalzinho. Gostei desse para deixar na pia, e do outro para ir para dentro do box. 

Duas coisas nesses produtos merecem atenção: primeiro as embalagens, bonitas e caprichadas, ideais para quem gosta de coisas fofas no banheiro. Depois, o preço. Cada um vale R$12,99 na Droga Raia. 

domingo, 25 de dezembro de 2011

Tem alguém aí? e/ou LIQUIDAÇÃO DE FINAL DE ANO!

Lembram do bazar Dingobéu? Eu tinha bastaaante itens, com bastaaante variedade para vender. E aí que sempre sobram umas coisas. Resolvi que não as quero mais aqui em casa ocupando espaço até o próximo bazar, nem mesmo aquelas beeeem longe do vencimento da validade. Quero vender tudo. Fiz umas continhas, consegui baixar o preço de quase todas as mercadorias e botei tudo no meu blog sazonal de vendas, O Baú da Joo, pra vocês se divertirem.

"Mas Joo, agora não dá mais tempo de comprar para o Natal! Por que você não fez isso antes????". Seguinte: Fred nunca consegue tirar férias. Este ano conseguimos equacionar para que ele limpasse a agenda por uns dias e, aproveitando que estou em licença maternidade, nos abalamos para Lins, no interiorrrrr de São Paulo (alguma leitora de lá???). Em verdade, acabamos de voltar, mas fiquei todos esses dias meio fora da órbita. Agora tô aproveitando e colocando tudo à venda pra deixar que vocês comprem no ritmo de vocês, pensem como se fosse uma liquidação de verão que veio mais cedo.

Vai funcionar assim: para comprar, a moça deve enviar um e-mail para juliana.eliezer@gmail.com, contendo o(s) artigo(s) que quer, mais o endereço para cálculo do frete por PAC ou SEDEX. O valor de cada compra será composto pela soma dos valores das mercadorias, mais o valor do frete. A forma de pagamento é apenas depósito bancário no Banco do Brasil, as encomendas serão enviadas às sextas-feiras (começando já dia 30/12 para todos os negócios que forem fechados antes disso) e todas as vendas são finais, não podendo ser realizadas trocas. Por enquanto não trabalharei com encomendas, até porque minha bebê não vai mais deixar que eu viaje pra fazer compras por um tempo, e preciso contar com a boa vontade de outras pessoas que estejam indo em meu lugar. E, ah, meninas de SP que queiram combinar de retirar os produtos comigo, podemos ver sim, só tenham em mente que a Nina não permite que eu me afaste muito de casa...

Como exemplos de produtos e preços, temos os batons MAC em cores diversas, que no bazar custavam R$55 cada e agora abaixei para R$50 cada; há ainda o fantástico Dumb Blonde, da linha Bed Head da Tigi que era R$65, e agora ficou em R$59.

Claro que há outras opções legais para a moça que quer fazer comprinhas sem ficar com o bolso massacrado. E fiquem ligadas lá entre hoje, amanhã e depois: ainda vai entrar ELF, Forever 21, Rimmel London...

Querem mais? Brinde em todas as compras!!!


O Baú da Joo vai ficar no ar enquanto ainda houver itens para vender. Depois ele fecha, e abre de novo na próxima oportunidade que eu tiver de colocar produtos à venda. Por agora, corram lá!!!!

sábado, 24 de dezembro de 2011

E o ano vai acabando...



Desejamos felizes festas a todo mundo que nos lê, seja lá como for que elas sejam comemoradas. A vocês que por qualquer motivo não comemoram, sejam felizes também, e continuem creuzando com a gente em 2012.

domingo, 11 de dezembro de 2011

A especialista: Perguntas e mais perguntas

Recebo muitas dúvidas no twitter (@fefadigas), então pensei em compartilhar as mais freqüentes aqui no blog...

P: Nunca acerto a cor da base e corretivo. Como escolher a cor ideal para o meu tom de pele?
R: A principal dica é testar a base no rosto e comparar com a cor do seu colo. Sim, geralmente o rosto é mais claro (para quem tem o hábito de aplicar filtro solar diariamente); se você considerar apenas a cor do seu rosto, o que acontece é que o pescoço e rosto ficam mais claros que o colo, portanto, não fica natural. Aplique a base no rosto e fique a uma certa distância do espelho para ter uma visão geral. Se possível, veja como ficou na luz natural. Outro fator importante é observar o subtom da sua pele, que pode ser quente (rosado) ou frio (amarelado).
Achou confuso? Observe as bases da MAC, no fundo dos frascos aparecem duas letras antes do número, por exemplo: NC (neutral cool – amarelada) ou NW (neutral warm – rosada).
E como você descobre qual é a sua? Observando e testando. A maioria das brasileiras tem o subtom mais amarelo, mas aquelas pessoas de pele bem clarinha, descendentes de europeus, costumam ter o subtom mais rosado. Observe a parte interna do seu pulso e a cor do seu colo. Para não errar na escolha do corretivo, teste o produto na pálpebra inferior e faça uma "cabaninha"com as mãos, simulando a sombra de um boné. A região precisa ficar da mesma cor que o resto do seu rosto.
Em linhas gerais: se suas olheiras são mais azuladas ou de um tom mais "frio", use um corretivo mais rosado e se a região é mais "quente" escolha um corretivo mais amarelado. Cores opostas neutralizam-se quando sobrepostas. Cuidado com os corretivos coloridos: laranja, amarelo, verde; se não usar corretamente, o resultado fica artificial.

P: Sou noiva e gostaria de fazer um "olho preto" no dia do meu casamento. Posso? Devo?
R: Na minha opinião, se você costuma usar este tipo de maquiagem à noite e seu noivo aprova, vá em frente! O que eu considero arriscado é optar por uma maquiagem "diferente" do que você usa para sair à noite.
Por que? Porque no dia do seu casamento você precisa estar linda e continuar parecendo você e não um personagem criado para viver aquele dia... Lembre-se que a maquiagem deve "conversar"com o vestido e a
imagem que você pretende transmitir. Outra coisa importante: você verá estas fotos depois de muitos anos, portanto, pense em algo clássico e que tenha a ver com sua personalidade, não é a melhor ocasião para ousar...

P: Qual a melhor cor de sombra iluminadora?
R: A cor deve ficar natural na sua pele, não pode ser muito clara. Deixe de lado as brancas e muito cintilantes. Para o dia a dia, escolha tons perolados, sem ou com pouco brilho. Para a noite, tons rosados ou dourados ficam lindos.

P: O que devo usar antes: a base ou o corretivo? Qual a ordem?
R: Esta resposta não é um decreto, eu uso primeiro a base e depois o corretivo, mas conheço muitos maquiadores que fazem o inverso. Outro dia, li uma reportagem com a top maquiadora Pat Mcgrath e ela sugere que a base seja primeiro e o corretivo depois. Porquê? Porque a base já uniformiza a pele como um todo e o corretivo é usado apenas em correções pontuais: olheiras, espinhas, manchas, etc. Eu penso assim:
se você aplica o corretivo antes e a base depois, você desloca o corretivo do seu lugar certo?

P: O primer pode ser usado em qualquer tipo de pele?
R: Sim. A função básica do produto é deixar a pele mais lisinha e aumentar a durabilidade da maquiagem. Hoje existem produtos com mais funções: matificar a pele, efeito lifting, minimizar a aparência das linhas e dos poros, etc. Como a maioria deles possui algum tipo de silicone em sua fórmula, você pode ter a sensação de um produto oleoso.

P: Quais as cores do verão?
R: Laranja, laranja, laranja... Para a noite, aposto no prata e nas cores inspiradas nas pedras preciosas: verde (esmeralda), roxo (ametista), azul (safira).



Fernanda, maquiadora oficial do Programa Esquadrão do Amor (SBT, terça, 20:15), também dá aulas de maquiagem
@fefadigas
nanifadigas [arroba] hotmail.com

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Agradecimentos

Ó, não sou mal educada, hein? Esse post demorou a sair porque fiquei bem atarefada com coisas da casa essa semana (chegou o décimo terceiro, é hora de comprar o armário da área de serviço pra tirar a tábua de passar do banheiro das visitas!) e não quis atropelar os outros posts do blog.

Eu queria agradecer às leitoras e leitores que fizeram do 3º Dingobéu mais um sucesso. A gente sempre se diverte, conhece pessoas novas e junta doações. E sabemos que estamos fazendo a coisa certa quando temos habitués: meninas que já foram a várias edições, continuam indo e perguntando quando vai ser o próximo.

Espero que vocês tenham conseguido coisas legais, bons presentes para seus entes amados, e que voltem nas próximas edições. Obrigada mesmo!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Detestei: Sephora Shampooing Pour Pinceaux


Comprei a "belezinha" acima achando ser um spray para limpeza rápida dos pinceis. Na pressa de aproveitar o último dia na primeira vez que fui aos States, nem reparei que tratava-se de shampoo para lavagem. Pois bem, quando resolvi usar, algum tempo depois, percebi que não era o produto que busquei e que também é uma porcaria: lava NADA. Mas NADA. Tenho que usar pelo menos umas 5 vezes para ter UM pincel limpo. Acabo usando só como ultima lavagem, pelo seu "poder" anti-batericida. Sorte que comprei a embalagem menor, que custou os mesmo U$ 6 atuais.

Detergente de pia continua reinando.

Pitaco da Joo: eu já comprei o produto que a Loo quis comprar, o tal spray de limpeza rápida, e adorei. Ele e uma toalhinha de papel (ainda mais se for aquela lavável e reutilizável, sabem?) fazem milagres. Na última viagem fui comprar mais, me distraí e fiz EXATAMENTE a mesma coisa que a Loo, comprei shampoo para lavagem ao invés do spray. E assino embaixo da opinião dela. Em tempo, o shampoo para pincéis da ELF, linha Studio, é muito mais digno e baratinho.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Da bisnaga


Depois que venci o drama enjoar com cheiros do começo da gravidez, relembrei e voltei a usar dois produtos muito queridos para a pele. O esfoliante corporal da Nivea é uma das coisas mais gostosas e cheirosas que há. É um esfoliante, mas tem pegada de sabonete e funciona melhor com a pele molhada. Tem que não goste de esfoliante que faz espuma, mas eu não ligo e amo esse, porque além de esfoliar, é um sabonete e hidrata a pele. O único porém é a embalagem, que ENCHE de água e eu detesto quando isso acontece (e acontece com várias embalagens, tipos os condicionadores Elseve). A solução é deixar de ponta cabeça, como na segunda foto.

Outro com o maldito formato de bisnaga é o Vichy Essentieles, mas por ser hidratante não fica no box e não enche d'água. Já disse aqui que tem o cheiro da riqueza e olha, continuo achando. Foi um balsámo nos dias mais frios, de banhos ultra quentes. Ambos tem precinho amigão: o Nivea custa menos de R$ 20 e o Vichy sai por R$ 25.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Dermage Revitrat Antiaging


Depois do Preventin, também recebi da assessoria da Dermage o  Revitrat Antiaging, lançamento da linha de cabelos da marca. O release pareceu promissor:

BENEFÍCIOS:

- Hidratação profunda da fibra, conferindo maciez, brilho e reestruturação da cutícula;

- Fortalece a estrutura da fibra capilar;

- Reduz a porosidade e queda dos fios, devolvendo volume e vitalidade.



ATIVOS:

ÓLEO DE ARGAN, LIPCUAT (Pantenol, Hidrolisado das proteínas do germen de trigo, Nicotinamida (Vit. B3), Vitamina E e Biotina)


INDICAÇÃO:
Para cabelos que apresentam sinais de envelhecimento, cronológico ou por fatores externos (poluição, tinturas, vento, mar, secador, etc.).

Para relembrar, meu cabelo é cacheado, virgem, fino e morre de preguiça de ingredientes da modinha, tipo arganzzzzzzzzzzzzzzzzzzz, vulgo o semi di lino de 2011. Ao ler "cabelos danificados" no rótulo minha empolgação logo diminuiu e não é porque uau meu cabelo não é danificado: desde 2003 não uso quimica nenhuma no cabelo e cuido razoavelmente bem. Logo, qualquer coisa para cabelo danificado acaba sendo over e deixando meu cabelo duro, na melhor das hipotéses. Com esse Revitrat Antiaging não foi diferente: usei duas vezes seguidas - dia sim, dia não - e já senti meu cabelo mais encorpadinho. No terceiro uso ele já ficou pesadão e tratei logo de mandá-lo para a casa da minha irmã, que também tem cabelo cacheado mas usa tintura para cobrir os frios brancos.  Quando ela tiver um parecer, atualizo por aqui.

Veredicto: se você não tem cabelo danificado, fuja. Se se cabelo precisa de cuidados especiais, siga em frente, porque o efeito do tratamento é super perceptível.

Preços:
SHAMPOO – R$37,00 
CONDICIONADOR - R$ 38,00

Tem no site http://dermage.com.br e nas lojas Dermage, além de algumas farmácias.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

A especialista: Tipos de delineador

Ele pode ser em forma de caneta, gel, líquido ou até mesmo em pó. Você conhece todos e como usá-los?

Começo com o meu preferido:
- delineador em gel

Vantagem: é versátil, você pode fazer um traço preciso ou esfumá-lo enquanto o produto ainda não secou. Tem a cor bem intensa e ainda pode ser usado para fazer "a base" de um olho preto, é só você fazer um traço rente aos cílios superiores e ir subindo na pálpebra móvel até o côncavo. A durabilidade é excelente.
Desvantagem: não é muito prático, já que você precisa usar um pincel para aplicar o produto. Limpar o pincel depois também é bem chatinho, ele seca e gruda nas cerdas... Se você não limpar o pincel logo depois que usar, use um demaquilante para facilitar a remoção antes de lavá-lo. Outro cuidado é que se você deixar a embalagem aberta o produto resseca (já aconteceu comigo). A solução é deixar o potinho virado de cabeça para baixo entre uma passada e outra.

Em gel da MAC
Pincel chanfrado para aplicar e pontudinho para esfumar


 - delineador líquido

Vantagem: por ser líquido, costuma render bastante.
Desvantagem: exige habilidade na hora de usar. Demora um pouquinho para secar completamente. Geralmente uso para "apagar" a cola dos cílios postiços.

Líquido da Revlon
- delineador em caneta

Vantagem: é o mais prático. Se você não tem experiência, comece com este tipo.
Desvantagem: dependendo da marca a cor não é muito intensa.

Em caneta da Eyeko


- delineador em pó

Vantagem: assim como o delineador em gel, você pode fazer um traço definido ou esfumado.
Desvantagem: não é muito prático, precisa usar um pincel umedecido para aplicar o produto.

Em pó da Graftobian
Agora e só eleger o seu preferido e treinar !!!

domingo, 4 de dezembro de 2011

Yes, nós somos palhaças?

Vocês chegaram a ler esse post do Makeupalooza? Ele compara os preços do mesmo produto brasileiro quando vendido aqui e quando vendido em Portugal, sendo que lá, o produto em questão é importado (e, portanto, sujeito a custo de transporte, impostos especiais, etc). A autora se espanta em descobrir que o mesmo produto, embora fabricado no Brasil, possa custar muito menos em Portugal do que aqui. E, com certo medinho de ser considerada esnobe, confessa: fora raríssimas exceções, eu já desisti de comprar maquiagem nacional. Não é só porque pelo mesmo preço eu consigo coisa muito melhor lá fora (o que é verdade. Desculpa, mas eu não vou pagar num batom da Contém 1g mais do que eu pago num MAC.). Mas principalmente por sentir que as marcas nacionais se aproveitam desse boom recente na área de beleza pra jogar seus preços lá em cima e explorar a gente mesmo. E eu não gosto de me sentir explorada, prefiro gastar meu dinheiro em outro lugar.

Em suma: não acho que ela seja esnobe, também me sinto chateada pelo mesmo motivo e também acabo preferindo fazer minhas compras fora do país (quem me conhece sabe que tenho a oportunidade de viajar bastante, ou pelo menos tinha, antes de Nina nascer - agora não sei como vai ficar, mas decerto não vai dar pra me enfiar em vôo noturno seis vezes por ano). CLARO que nem todo mundo tem oportunidade de sair viajando, normal, cada um tem sua situação e dentro dela, a necessidade de fazer escolhas e estabelecer prioridades. E não só pensando no nosso próprio bolso, mas também no dessas leitoras, é que a gente sempre tenta indicar alternativas baratchinhas e bacaninhas por aqui mesmo.

Dito isso, vamos lá: depois que a Talita indicou o batom da NYX que parece com o da Bourjois, fui prestar um pouco de atenção ao Cherry Culture. Antes que eu leve bronca igual levei outro dia no Facebook porque postei sobre coleção de esmaltes "velha" - e isso ainda vai inspirar post - deixa eu dizer que, claro, essa loja virtual já é antiga conhecida das meninas brasileiras que curtem maquiagem, e os comentários que ouço ou leio a respeito dela são, em geral, positivos. Nunca comprei lá por falta de ideia ou de oportunidade, acho. Talvez isso mude logo, dado que em um momento de insônia pós mamada da Nina, fiz uma compra imaginária de 296 dólares, que obviamente não concluí.

Daí me chamou a atenção um aviso no canto inferior direito da página da NYX dentro do site. Criei um printscreen e destaquei o texto. Vamos bisolhar?


Clica que aumenta.


Traduzido mal e porcamente livremente, o texto diz o seguinte: CLIENTES INTERNACIONAIS - A partir de 1 de janeiro de 2012, todas as encomendas internacionais contendo produtos NYX estarão sujeitas a verificação devida a restrições do fabricante baseadas em acordos de distribuição ou exigências quanto a volume. Seu pedido será verificado e poderá não ser autorizado quando da conclusão da compra. Se isso ocorrer devido a restrições do fabricante, o valor não será deduzido de sua conta. Não obstante seja nosso privilégio servir a todos os nossos clientes internacionais, lamentamos o fato de que é possível que não sejamos capazes de completar seu pedido, e recomendamos o contato com seu distribuidor local da NYX.


Gente, eu andei muito out da blogosfera e, se alguém já comentou sobre isso e eu não vi, minhas sinceras desculpas. Mas juro que achei esse textinho com a maior cara de ALÔ-ALÔ, GAROTAS DO BRASIL! Lembrei logo daquele mini bafafá segundo o qual a NYX aqui da terrinha estava perseguindo as lodjeenhas que vendiam os produtos mais barato. Também me remeteu aos preços "especiais" da Eyeko para as brasileiras, ao dólar mais alto praticado pelo Morangão só pra gente...

A impressão que se tem desse texto aí é que alguém tá batendo o pé para que se compre nos revendedores "locais" de NYX. A razão só pode ser o quanto se lucra e especialmente quem já passou num desses estandezinhos marca e perguntou o preço de um batom sabe disso. Acho que querer ter o controle da rede de revendedores por questões de controle de qualidade, vigilância sanitária, etc, é necessário, porém acho que tem mais coelho nesse mato. Já ouvi o argumento de que com a compra de qualquer produto, a vendedora te dá uma "aula" de maquiagem. Oi? É mais jogo comprar sombra a 4 dólares e procurar tutorial no Youtube. Sim, é verdade que a carga tributária brasileira é pesadíssima, mas o quanto será que esse argumento ainda cola? Eu nem vou fazer contas, as meninas cujos posts citei aí em cima já as fizeram. Aos poucos, todas nós estamos notando que tem rolado uma noção de que se pode empurrar cosméticos a preços exorbitantes nas consumidoras brasileiras porque, afinal, "a gente compra mesmo"...

Se eu não estivesse cansada demais para levantar qualquer bandeira, pregaria "todo o poder às muambeiras", sabem? Hoje, há dias sem dormir, digo apenas: encomenda lá seu NYX amigo com a blogueira que vai viajar e pronto, assim ajuda a pagar a viagem dela e você não rasga seu dinheiro. Ou se joga no Cherry Culture até o primeiro dia do ano que vem. Dá tempo. Afinal, não é porque estou com preguiça de me revoltar que vou sair usando nariz de palhaça por aí.

Só mais uma coisinha: alguns pontos do tal texto ficaram meio nebulosos pra mim. Escrevi pra Cherry Culture no Facebook pedindo uns esclarecimentos. Quando me responderem, SE responderem, aviso vocês.


sábado, 3 de dezembro de 2011

Ainda a Bourjois: o que dizem as leitoras.

Leitora querida avisou no twitter, Loo antenada captou e me passou: aqui tem umas promoções da Sacks, Bourjois included. Não tem o batom amado, mas há alguns produtos da marca por preço digno (e absurdos como máscara da Eyeko em "oferta" a 50 realidades).

E falando em the best leitoras ever, a Talita (melhor cútis do mundo, tá, gente?), avisou que experimentou esse batom da NYX de uma amiga dela, que o efeito é parecido com o do So Delicate, e que ela adorou embora ainda não tenha comprado um para si. Parece só ter vantagens, né? Muito mais barato, mais cores, tem no Cherry Culture... é só o Correio amigo colaborar!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

E aí, quem vai?

Acordei a essas horas da madrugada só pra repostar (e relembrar) o flyer do bazar de amanhã:





Mintchira, levantei mesmo pra alimentar a Nina, e apenas aproveitei que o bichinho da insônia me persegue. De toda forma, espero todo mundo lá. Pra comparecer, é só escrever para juliana.eliezer@gmail.com enviando nome e RG, e esperar feliz que eu logo mando endereço, explicação de como chegar e mapinha. Prometo responder todo mundo que me escrever até 11h de sábado, tá?

E bora resolver os presentes de Natal!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Ganhei de presente: batom líquido So Delicate, Bourjois

Tenho dificuldades tremendas com a Bourjois. Porque acho tudo da marca lindo, nunca encontro pra comprar quando viajo, e passo super mal com os preços indecentes praticados por aqui - não tem jeito, os produtos Bourjois são importados e além da megalomania básica da qual são acometidos os revendedores brasileiros, que nos metem a faca em toda venda de cosméticos de fora (oi, MAC!), estão sujeitos à pesada carga tributária daqui. Na Europa acredito que seja mais comum ver produtos da marca pra vender do que nos EUA mas, na boa, gastar pra dormir e comer em Euro (ou pior, em libra) nunca me anima muito a fazer grandes compras. Resultado: não tiro o escorpião do bolso, e tenho super pouca coisa da marca.

Durante a gravidez, ganhei do Fred esse produto da Bourjois, o batom líquido So Delicate, na cor rosé velouté. A carinha dele é essa aqui:



Dentro da embalagem, ele é líquido como um gloss, embora mais cremoso. Tem até o aplicador de esponja característico. Nos lábios, porém, a textura é matte. Diz-se dele que é um batom 'creme a pó', descrição que sempre achei muito curiosa... agora, entendi: depois de aplicado, ele fica seco. Bem seco. Pra mim, isso é qualidade. Amo batons secos com todas as minhas forças (oi, Tomate da Felicitta Looks! Oi, Ruby Woo da MAC! Oi, Resist da Illamasqua!). Claro que tem o lado ruim de ter sempre que estar com os lábios hidratados e depender de outro produto para isso, mas a duração dos batons secos é impressionante! Ele também cobre os lábios muito bem, mesmo no centro da boca a cobertura não fica falhada. Em suma, adorei o presente.

Como não conhecia o produto, corri pra Onofre da R Bela Cintra com Paulista pra ver se havia outras cores. Curto essa Onofre porque é um lugar onde a gente pode olhar os produtos mais ou menos sem ser incomodada por vendedoras chatas. Havia outras cores, todas lindas. "Quero essa, essa e essa", pensei. Até ver o preço: sessenta realidades (aqui na Nikkei, loja virtual super confiável e de onde emprestei a foto acima, eles custam R$67,90 cada, e dá para ver os outros tons).

De forma que saí da Onofre de mãos abanando, amigas. Sei que não dá pra incentivar um gasto desse com um produto tão pequeno, mas de repente é o caso de pedir pro Papai Noel ou pra colega que vai viajar. Outra alternativa é procurar produtos similares... a linha Intense d'O Boticário tinha um batom líquido bem digno, não sei se ainda é vendido. O da ELF também só se encontra no exterior ou pelo site (que não entrega no Brasil, aliás) e embora seja mais ralinho custa a bagatela de 1 dólar.