quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Quem se candidata?

E aí, pessoas? Como foram de Carnaval? O meu foi cheio de gripes e rinites, hahahah. Minha licença maternidade também acabou, agora tenho alguns dias de férias e, depois, volto ao batente.

O motivo desse post é o seguinte: um instituto de pesquisa londrino entrou em contato com a gente e com outras blogueiras, convidando para uma troca de idéias a respeito de um tema que a gente aborda bastante aqui no blog: cabelos. Só que eles precisam, além de falar com blogueiras, ouvir a opinião de leitoras desses blogs. Então, me pediram pra convocar duas pessoas que nos leem para participar do projeto.

Quem achar que pode contribuir, escreve pra mim em joo [arroba] vendenafarmacia pontocom. Daí, coloco as interessadas em contato com a pesquisadora, ok? Meninas, obrigada pela resposta rápida! Já temos algumas interessadas e por enquanto não há necessidade de mais gente mas, qualquer coisa, volto a avisar aqui!!!

Obrigada!

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Cabelo novo, vida nova.

Hoje a Nina faz cinco meses e daqui a 30 dias ela vai pra creche e eu volto a trabalhar. Não vou ficar falando de ansiedades maternas aqui, só que eu tô tentando dar um jeito em certas coisas - deixar a casa mais organizada, fazer meus óculos, etc - porque depois vai complicar bastante. E o meu cabelo também precisava de um jeito. Ele estava bem comprido (pros meus padrões) durante a gravidez e, quando a Nina tinha uns 3 meses, cortei repicado, porque estava cansada dos meus fios, que são hiper fininhos, emaranhando na nuca. Só que o tempo passou e o repicado me deixou com cara de louca. E hoje eu voltei lá no Soho da R. Alagoas, onde corto as madeixas desde que mudei pra região, e falei pro Robson uma palavrinha apenas: RETO!

Claro que eu sei que o repicado dá volume a quem precisa. E sei que é meu caso pois, além de fino, oleoso e liso-escorrido, tenho pouco cabelo. Já reclamei bastaaante aqui no VnF? que quase nenhuma empresa mais faz produto legal pra cabelo liso e oleoso, então a gente acaba saindo de casa sempre com a mesma cara. Se eu ainda tivesse paciência de passar um secadorzinho... mas nunca dá, tô sempre atrasada. E com bebê, vai dar menos tempo ainda. Por isso optei por tirar o repicado e deixar a franja mais funcional.

Vejam o antes:




Sim, eu estou de cara lavada, porque eu não me monto pra andar com a Nina pelo bairro. E sim, tenho uma falha na sobrancelha por conta de uma cicatriz antiga. Pra quem não conhece, essa sou eu, oi!


E  vamos ao depois:




Franja curta, frente mais comprida e atrás não dá pra ver na foto, mas tá reto. É um corte prático porque se eu sair do banho e secar o cabelo com a toalha (o que faço em 99,99999% das vezes), não fica muito diferente disso aí. Por outro lado, acho que a assimetria não deixa o cabelo ficar com aquela cara de mais do mesmo, e não pareço mais uma louca que não vê a cara da tesoura há anos.

Pra quem gostou, o Robson é muito bacana, e atende no Soho da R. Alagoas, em Higienópolis. E olha só, Ana, estou off: a túnica (que foi uma mão na roda na gravidez e continua sendo, porque tá ruim do meu corpo voltar ao normal!) é Stellão pra C&A (R$40 na liqui, foi presente do Fred mas eu estava junto) e os óculos são Guess (20 obamas em uma Ross de Kailua Kona, HI). Ah, o brinquinho da foto de cima é da Balonè, loja que eu sempre recomendo porque nada de lá jamais deu alergia nas minhas orelhas chatas (só não lembro quanto paguei porque comprei há uns 3 anos).

PS: vocês sabiam que a filha do Paul McCartney chama Stella NINA McCartney? Eu só descobri lendo a biografia dele, que ganhei de Natal!


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

VnF? na revista Gloss.


Ficou bonitinha nossa participação na última Gloss, né? E já surgiram leitoras que chegaram aqui através da revista (sejam todas bem vindas). Quanto ao título de 'especialistas', não merecemos, mas de qualquer modo, agradecemos :)...

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Secrets Professional - desta vez, pra cabelos oleosos

E chegou a minha vez de testar o shampoo e o condicionador Secrets Professional para cabelos oleosos. A Loo testou os produtos da marca para cabelos cacheados e contou aqui. Eu demorei um pouco mais, porque eles estavam com as coisas da mudança, guardados em caixas.

Pra resumir: a Loo falou super bem dos produtos que ela testou. E eu também só tenho coisas boas a dizer desses daqui.






O shampoo promete limpar, refrescar e deixar o cabelo com cheirinho bom, e tudo isso acontece. Aliás, fiquei superempolgada com o "extrato de limão" anunciado na embalagem: cabelo com cheirinho cítrico o dia inteiro é a coisa mais gostosa que tem. Achei a limpeza eficiente, tanto a dos fios como a do couro cabeludo, e depois de cinco dias usando, nenhum sinal de ressecamento. Ponto!

Fiquei com medo do condicionador, pois na embalagem dele está escrito "toque seco". Tá certo que  meu cabelo é oleosão, mas ninguém quer ficar com os fios matte, né? Bobices à parte, a primeira coisa que prendeu minha atenção foi o cheiro: parece torta de limão. Meu, que delícia. Condiciona bem de leve mesmo, sem pesar. Mais pontos.

Na resenha da Loo, ela comentou que nao sabia onde os produtos da Secrets Professional são vendidos... isso rolou porque a gente não comprou os itens, mas sim os recebeu para teste. Há uns dias, porém, ela me mandou um e-mail quando esteve na perfumaria Omy da Brigadeiro Luiz Antonio, contando que tem Secrets Professional por lá.


terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

A especialista: Yves Saint Laurent


Na semana do SPFW fui conferir de perto as novidades da linha de maquiagem da YSL. Antes de começarem protestos a respeito dos preços dos produtos e toda aquela história de impostos sobre os importados, quero ressaltar que marcas consideradas de luxo, criam produtos diferenciados e utilizam matérias primas nobres e tecnologia de ponta, o que explica/justifica seus preços. Não pretendo entrar no mérito do "vale o quanto pesa", até porque, cada um sabe o tamanho do seu bolso e suas prioridades...








Vamos aos produtinhos que gostei (e já estão na minha lista de desejos):

Base Teint Resist


"A fórmula Oil Free: Pigmentos enriquecidos por um polímero formam um filme protetor ultrafino e resistente que preserva a fidelidade do tom. Mesmo com o calor ou umidade, a pele se mantém pura e impecável por até 14 horas. Microesponjas de nylon regulam a oleosidade para um efeito matificante."

Fiquei curiosa para testar a eficácia da pele "impecável" por tantas horas, levando em consideração que ela é super oleosa e o calor só piora o problema...

"Proporciona uma textura fluida e leve, com extremo conforto para a pele. O seu segredo são os componentes voláteis que, quando evaporam, criam um delicado véu para a pele do rosto. Como genuínas partículas de conforto as micro-esferas proporcionam uma textura única, com toque aveludado."

Quem já passou dos 30 como eu, sabe que bases fluidas são as mais indicadas para não marcar as ruguinhas além de conferir um resultado mais natural.

Embalagem de 30 ml.
Preço: R$ 225,90


Batom Rouge Volupté Sheer Candy

"Contém extrato de fruta rica em vitaminas e antioxidantes que protegem os lábios por até 8 horas. Sua textura de balme, leve e sedosa confere lábios sensuais, suaves logo após a aplicação e ainda mais hidratados após 4 semanas de uso."

Ignorem a qualidade da foto... Um cheiro do batom é delicioso, manga! Falando assim, parece enjoativo, mas sério, dá vontade de comer! A textura é maravilhosa e o acabamento é brilhante. A cor que eu mais gostei é um laranja bem aberto (não anotei o nome).
Preço: R$ 132,00




Sombra Pure Chromatics


"É um quarteto de sombras com tecnologia inovadora que garante diferentes efeitos seco e molhado.

Uma nova geração de sombras: o encontro mágico entre cor e a água. Uma alta concentração de pigmentos e pérolas para cor com intensidade máxima. Revela e aumenta a intensidade da cor. A água transforma o pó em um creme de textura leve para uma fácil aplicação e conforto incomparável."


Lá no evento, um maquiador estava à disposição das convidadas e pude observá-lo em ação. Fiquei apaixonada pela sombra que ele aplicou em uma pessoa, simplesmente incrível a cor e o efeito. Depois de tirar a foto do quarteto, fui pesquisar na internet e vi que está à venda na Sack´s. O preço é beeem salgado, mas estou sonhando com esta cor, a que fica logo abaixo da sombra rosa.

Preço: R$264,90

Bom, é isso. YSL é sinônimo de luxo e sofisticação, mas acima de tudo, a marca está sempre inovando e possui produtos que foram copiados por concorrentes devido ao sucesso, caso do famoso iluminador Touche Éclat e da base que já vem com um pincel acoplado na embalagem, a Perfect Touch.

 



Fernanda, maquiadora oficial do Programa Esquadrão do Amor (SBT, terça, 20:15), também dá aulas de maquiagem
@fefadigas 
nanifadigas [arroba] hotmail.com

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Pura implicância de sexta à noite!



O "wearing sunglasses inside", na primeira linha, tá especialíssimo pra Costanza Pascolato!
Bom fim de semana!!!



PS1: a fonte é o site do Dudeism, do qual eu aqui sou devota. Sim, o Dude, aka Jeff Lebowski, é um dos meus heróis, junto com Adrian Monk (que também é herói da Loo), Capitão Han Solo e Sam Seaborn (é, gente, eu sou nerd). E se você ainda não assistiu 'The Big Lebowski', dos irmãos Coen, saiba que é um bom programa pro finde!

PS2: é, eu implico com a Costanza. Antes que alguém me fale que eu sou uma louca-pobre-ninguém-na-noite-blogueirinha-de-horas-vagas enquanto a tia Cô é linda-chique-competente-rhyca-poderosa-influente-etc, deixemos claro: tenho plena consciência disso. Implico com ela porque a acho chata, só. E não entendo essa mania de usar óculos escuros em ambientes internos (oi, tá sol na Bienal à noite?). Não levem a ferro e fogo o que foi só uma brincadeirinha de sexta à noite, e que só fiz porque tenho a plena certeza de que tia Cô nem vai dormir na pia por causa da minha opinião sobre ela.

PS3: ah, vá, bom FDS de novo!!!

Loja Virtual Accessorize

Vi no Just Lia que a Accessorize abriu uma loja virtual, e como aquele é um blog superconhecido mas não tem necessariamente o mesmo público do VnF?, achei legal colocar a notícia por aqui. Não sei quando foi a 'inauguração' mas, em todo o caso, fiquei sabendo hoje - se rolou há um ano atrás não vou ficar surpresa, ando meio off do mundo das compras.
A Accessorize já teve precinhos melhores, porém tudo no quesito acessórios anda tão caro em geral que ainda dá pra fazer uns bons negócios lá. Ainda mais quando tem liquidação: a última, nas lojas físicas, teve (quase) todas as mercadorias com 50% de desconto. Deu pra comprar uma bolsa carteiro florida fofíssima a R$100. Outra coisa que tem que ver é se não parece que a peça vai desmontar, nem tudo é muito sólido. No geral, eu gosto muito da marca e acho uma boa opção pra quando você está querendo uma biju legal mas não pode esvaziar o cofrinho com coisa grifada - pode ter certeza que, se na Accessorize uma peça custa R$100, na it loja vai custar quatro vezes mais. Isso me lembra o primeiro livro da Becky Bloomwood (sim, eu faço Letras e leio Machado de Assis, mas preconceito zero contra a Shopaholic), quando ela queria a echarpe verde de marca, mas estava pensando em se contentar com algo parecido comprado na Accessorize...


O que eu acho legal da marca é que eles fazem umas misturas fofas, tipo a clutch aí de cima, com estampa delicada, frisos dourados e um detalhe em miçangas e pedrarias. "Ah, Joo, mas isso a gente acha na 25 de março". Verdade, mas em primeiro lugar, não é todo mundo que tem 25 de março perto, né? E depois, sou só eu que não acho que a 25 de março seja mais tão barata assim, e que às vezes os preços que eles cobram não valem o saco de ir até lá? Pô, pra pagar R$150 num maxi colar, eu compro no Ebay. Ou na liqui da Accessorize, claro.

Só vi um 'senão' na loja virtual. Do jeito que eles expõem algumas peças nas fotos, como os colares, fica difícil saber qual o tamanho do item. Esse aqui, por exemplo, é uma borboletinha fofa de metal e tecido (acordei com borboletas na cabeça hoje). Pela espessura da corrente, eu imagino que ele não seja assim um maaaaxi colar... mas vai saber, né? Com anéis e pulseiras, é mais fácil "chutar" o tamanho. E convenhamos que é muito chato a gente comprar pela internet imaginando uma coisa, e quando recebe o pacote, ver que era outra. Então escrevi pro SAC deles sugerindo que as peças sejam fotografadas numa modelo ou mesmo num manequim, ou que pelo menos sejam dadas as dimensões do produto, o que não seria o ideal, mas já ajudaria.

Outra dica de loja virtual de acessórios bacaninha é a Anita Bunita, que já existe há bastante tempo mas só conheci depois que passaram as cólicas da Nina voltei a ficar mais tempo na internet.

E vocês, alguma dica de lojas virtuais de acessórios?


UPDATE:
O SAC da Accessorize me respondeu 55 minutos depois (ai, como eu amo SACs rápidos e eficientes). Já ganharam 1000 pontos:


Olá Joo!

Agradecemos seus comentários e elogios sobre a nossa marca.
O tamanho do colar aberto (medido de ponta a ponta) é de aproximadamente 36cm – é um colar curto.
Sua sugestão é muito pertinente foi enviada ao setor responsável para análise.
A opinião de nossas clientes como você, é muito importante para que possamos trabalhar no aprimoramento constante de nossas lojas e atendimento.
Reiteramos nossos agradecimentos .

Atenciosamente,

Accessorize SAC




Imagem: blog da Accessorize.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Milani no Brasil: dor e delícia.

Lógico que eu vou começar pela delícia: a Milani é uma marca muuuuito bacana. Blogs ditos 'de luxo' nunca ligaram muito pra ela e ela nunca foi o trend da blogosfera. Costumava ser encontrada facilmente nas nossas amigas farmácias americanas tipo CVS e Duane Reade (sorry, na Europa não sei porque tenho medo dos preços de lá e evito entrar em lojas de cosméticos pra não sair chorando), embora alguns dos produtos que eu tenho da marca sejam "made in Italy". Fiquei super feliz quando foram deixados com a TPM uns produtinhos da Milani pra gente e então supus que a marca estava aterrissando no Brasil. Algumas googladas depois, descobri que a Milani esteve por aqui desde pelo menos o meio do ano passado. Informadjeenha, eu.

Mas então, ó que legal, por exemplo, o Brow Fix, que vem com pinça, pincéis (daqueles pequeninhos inúteis, é verdade), dois tons de sombra para preencher sobrancelhas e um iluminador. Não é simpático?



Eu usei e adorei. Pena que o meu caiu no chão e a sombra clara se espatifou de um jeito impossível de consertar com o truque do álcool - obviamente a culpa foi minha, que sou mão-furada, a embalagem do produto é tão forte ou frágil quanto qualquer outra. Esse eu trouxe da CVS de Monterrey, não sei se chegou aqui.

Em compensação, sei que temos cá na terrinha o produto mais bacanudo que, na minha opinião, a Milani já lançou:



São lindas essas paletas Runway Eyes Fashion, né? Eu já tinha a degradê de branco/preto (Backstage Basics) e a surpresinha que deixaram pra mim lá na TPM foi a de tons de azul (Beauty in Blues), que ainda não usei. Além de linda, a paleta é funcional, porque tem um monte de cores combináveis entre si, que podem ser usadas com pincel seco ou molhado. Esses tons de cinza aplicados com pincel molhado são um escândalo, e até que duram bastante, mesmo em noites calientes. Também já delineei os olhos com a sombra preta e pincel molhado, e fiz o básico preto esfumado. Tudo ornou.

Além dos dois itens citados acima, outros testados, aprovados e com o selinho de qualidade Joo são o batom Color Perfect e os esmaltes. A Milani é, sim, uma marca bem honesta. E tudo isso seria motivo de comemoração a partir do momento em que os produtos passassem a ser vendidos por aqui. Aliás, os pontos de venda, tanto físicos quanto virtuais, estão listados no site da marca, o que ajuda bastante na procura: ninguém fica correndo atrás de produto onde não tem.

Mas...........................................................

Sempre tem que ter um "mas" e, nesse caso, aposto que todo mundo já adivinhou qual é. Vamos voltar ao site da marca e escolher randomicamente alguma das lojas virtuais citadas como revendedoras. Essa aqui, por exemplo. Nela, as lindezas das Runway Eyes Fashion são vendidas a R$60,90 cada uma.

Agora a gente visita a Cherry Culture e procura o mesmíssimo item. E o acha, sendo vendido a US$7,99. O que, consideradas flutuações de câmbio, IOF e afins, não passa de R$20 nem com boa vontade.

Que fique claro que eu não entendo coisa alguma sobre comércio, mas obviamente sei fazer "conta de mais" e "conta de menos". Sei que há incidencia de impostos de importação e que, óbvio, negócio é diferente de caridade, portanto há que se ter lucro. Mesmo assim fiquei besta com os valores, minha gente. Não tem justificativa. A gente vê marcas de farmácia gringa, como a Revlon, chegando por aqui com preços bizarros, mas um argumento possível seria que a Revlon tem tradição de anos e anos. Sim, quando eu era criança, minha avó (que tem 87 anos e uma pele ótima) já usava o Revlon Eterna 27, aquele creme tão hidratante que dá espinhas só de olhar, porém nem isso eu acho que seja plausível. Só me resta pensar que, como disseram as meninas do Makeupalooza, os preços são assim porque a gente compra.

Outra coisa sobre a qual não entendo lhufas é marketing. Mesmo assim, a estratégia de cobrar os olhos da cara nos produtos da Milani não me parece muito esperta. Como falei lá em cima, não é uma marca "desejo", como tornaram-se a MAC, a UD, a MUFE. Essas, se cobrarem R$100 por uma haste de cotonete, capaz que alguém compre. Com a Milani, não sei se é o caso, por mais legal que a marca seja. Sabe, fosse o preço da Runway Eyes Fashion uns R$40, eu não acharia barato mas, considerando que são 6 cores legais e de qualidade, talvez comprasse. Sessentão, desculpem, não dá pra pagar: além de o meu bolso não comportar, eu SEI o quanto elas custam lá fora.

Uma pena, eu gostaria bastante de ter acesso mais fácil a esses produtos por um preço justo...