segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Coisas novas da ELF: pode querer tudo?

ELF tem que ser mencionada SEMPRE, porque além de ter qualidade bastante razoável, é muito barata, mesmo em dias de dólar caro. Só tenho coisas ótimas a dizer dessa marca, tirando algumas poucas exceções (tanto o delineador em caneta como o delineador em gel secam rápido; o lip plump é um gloss bonito mas não aumenta nada, apenas tem um cheirinho de hortelã e um toque gelado). De resto, é a própria marca BBB. 

Ainda não sei se vamos conseguir fazer bazar de Natal esse ano, mas caso consigamos (obviamente que as leitoras serão avisadas!!!), vou tentar buscar alguns desses itens aí abaixo, mesmo que o motivo seja eu ter ficado bastante curiosa a respeito deles. Olhem só:


Lip tint em canetinha, costumo adorar porque são práticos e duráveis. Tem outras cores além desta no site; particularmente lip tints em caneta vermelhos são legais porque dá pra gente ser bem precisa na aplicação, usando a pontinha de feltro pra contornar os lábios e depois preencher.



Gloss em bastão jumbo, amei. Tem a sombra nesse formato também, se não me engano a NYX faz um produto parecido, e a Nivea tinha um 3 em 1 (lábios, olhos e bochechas) em forma de lapisão na saudosa época em que vendia maquiagem aqui no Braseel.




Blush HD, claramente MUFE inspired. Quero muito conhecer esse, dada minha preferência por blushes que não são em pó. Será que ele tem a textura parecida com o Posie Tint, da Benefit?



Tone correcting powder: já existia uma versão, lançaram mais duas. Essa de cima é a Shimmer, que me parece ser algo no estilo Guerlain-inspired (sabem os Meteorites prensados? então!). A versão que eu tenho, e adoro, é a cool.


Paletinha chuchu de sombras baked - todas esgotadas no site, aliás. Muita vontade de saber se são bem pigmentadas e se duram bastante nos olhos. Bem, pelo menos as resenhas de consumidoras no site são boas, se alguém já usou grita aqui nos comentários. 



(A fonte de todas as fotos é o site da marca)

domingo, 28 de outubro de 2012

Keds voltou!!

Vocês sabem muito bem que isso aqui não é um blog de muoódas, mas fiquei tão feliz com a volta do Keds que precisava compartilhar com vocês.



Quem comia de garfo e faca no impeachment certamente teve um branquinho. 



Eu desejei um Keds há pouco tempo, depois de ter me rendido à muódinha do Oxford e ter comprado um (oxford = keds).
E agora tô desejando muito esse de cano alto da foto acima.

Segundo a assessoria, serão "100 modelos femininos e masculinos. Os femininos Champion, Champion Slip, Slip On, Skipper, Skimmer, Pointer Oxford e Boots vêm em novos materiais como o Snake, Tricot, Gliter, Paetê, Metalic e Veludo, além dos tradicionais Couro e Tecido, nas padronagens Animal Print, Barroca, Étnica, Xadrez e Floral. Os preços sugeridos vão de R$89,90 a R$249,90. Os masculinos Champion, Oxford, Slip On e Chukka aparecem em Tecido, Couro e Feltro, lisos e em padronagens como o Xadrez, com preços de R$99,90 a R$159,90."

O lançamento vai ser agora no SPFW e no Fashion Business e por enquanto só dá para receber newsletter pelo site: www.keds.com.br.

sábado, 27 de outubro de 2012

Panvel MakeUp Candy, maior fofura (e/ou Panvel, vem logo pra SP)

Foto do celular, porque esse é o blog da vida real (cof cof)

Minha correspondência ainda está chegando na casa de mamã, e assim apenas hoje vi essa coisa ultrafofa que é a caixa que recebi da Panvel, recheada de (nham) marshmallows e maquiagens e esmaltes da linha Candy.

Já escolhi meu favorito: o blush cremoso, rosa, no qual puseram o nome de Pink Lady. Se antes de ter bebê eu já era louca por blushes cremosos, agora então... são muito práticos porque é só espalhar com os dedos mesmo, nada de precisar lavar pincel depois. Pra usar todo o dia, é o ideal.

Além do blush cremoso, há muitos outros itens na coleção:

+ esmaltes nos tons pastel verde, roxo, azul, rosa (cremosos) e laranja (brilhosinho);
+ quarteto de sombras;
+ gloss lilás (parece super escalafobético mas não é);
+ rímel azul e roxo (particularmente não gosto);
+ delineador azul e roxo;
+ batons lilás, rosa e laranja.

Eu juro que escutei um boato que a Panvel ia abrir loja em SP, mas li várias vezes a cartinha que a assessoria me mandou e, pelo que entendi, só tem loja física no sul mesmo, embora possamos comprar pela loja virtual. Ainda bem que tenho parentes na linda Floripa (um dia ainda me mudo pra lá!). Já contei aqui no blog de quando estive lá e fiz uma visitinha a uma loja física da Panvel, de onde saí com algumas compras bem legais. Mas de qualquer forma, a gente aqui do VnF? continua pedindo pra Panvel nos agraciar com uma loja em São Paulo, ainda mais quando a marca própria lança esses produtos super caprichados e de bom preço - o blush cremoso que eu curti custa R$8,99 pela internet. 

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Post-relâmpago: creme para as mãos Verbena, da Tiena

O post é relâmpago porque ao mesmo tempo que eu vi que várias blogueiras receberam esse produto (Google, Google) e às vezes fica chato um monte de blogs falando do mesmo assunto, não posso ficar calada quanto a uma coisa que eu realmente adorei!

Sim, porque além de o creme hidratante para as mãos de Verbena, da marca Tiena, deixar as mãos realmente macias, ele tem um dos melhores cheiros que já senti. É só eu aplicar, que todo mundo no meu trabalho elogia e pergunta que perfume tô usando.

Recebi também o creme para os pés, outro cheiroso, mas esse de mãos é realmente delicioso, podem ir nele porque vale a pena!

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Chá verde e baunilha, que é da Herbalife, mas não é shake.



Quando eu era criança, tinha uma mulher que morava no meu prédio e vivia andando pra cima e pra baixo com aquele broche com os dizeres "Quer emagrecer? Pergunte-me como!" e ainda bem que fui uma criança/adolescente magra, porque eu tinha medo dela. Sim, confesso que os Herbalifers tinham, a meu ver, uma aura de obcecados que eu achava meio estranha.

Isso foi até eu conhecer a Natty, que tem um Espaço Vida Saudável perto do meu trabalho. Esse lugar funciona assim: por R$8, você toma dois chás e um shake com proteína, todos da Herbalife, feitos pela equipe do Espaço (que tem a manha, ou seja, fica muito mais gostoso do que fazer em casa), e que substituem uma ou duas refeições diárias. Tenho tomado regularmente na hora do almoço, me sinto super á vontade porque o pessoal lá do Espaço é bem bacana e não fica empurrando produtos nem nada, e daí que desde abril perdi seis quilos. Já estou mais magra do que estava quando engravidei, e isso sem fazer quase nenhum exercício físico além de carregamento de Nina, justamente porque não tenho com quem deixá-la.

Já dei aqui minha opinião sobre shakes, num post que escrevi sobre o papel que eles fizeram na minha grande emagrecida de 15 quilos em 2006/2007, acompanhada por nutricionista e tudo o mais. Acho que a grande sacada da Herbalife é o gosto dos shakes, que é bem bom. Meus preferidos são o de capuccino e o de milho verde, e dá pra misturar sabores também. E embora a nutricionista que conversou comigo tenha apoiado o uso dos shakes no meu caso, acho complicado recomendar, porque cada um é cada um e o plano de dieta tem que ser de acordo com as necessidades da pessoa. Acho, porém, que vale experimentar... e gente, nem adianta me perguntar sobre como funciona o mecanismo de vendas, porque eu não sei, tá? Sou apenas consumidora, não faço nem ideia como a coisa funciona.

O post, no entanto, não é pra falar de shakes, e sim desse amiguinho aí em cima, que conheci no Espaço, e quem lê nossa coluna na TPM já deve ter visto: é o hidratante corporal Soft Green, edição Baunilha e Chá Verde, que também é da Herbalife. Sim, a marca também tem disponíveis cosméticos: perfume, sabonete, hidratante, creme antiidade, entre outros.

Gostei porque ele é encorpado sem ser gorduroso, bom pra aplicar depois do banho, com a pele ainda úmida. O cheiro de baunilha se sobressai e fica bem acentuado mesmo algumas horinhas após a aplicação, portanto é bom que você goste de baunilha se for usar. Eu curto bastante, e cheiros doces sempre animam o meu dia e me despertam (tenho dormido muito pouco, Nina é da balada, vai pra cama às 23h e acorda às 6h). Ele tem ajudado contra a secura da pele dos meus cotovelos - isso é pré requisito pra que um hidratante permaneça na pia do meu banheiro. Em suma, aprovei.

Alguém conhece? Gosta? Não gosta?

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Batom Tracta & Vende na Farmácia?

Quando anunciamos o batom do projeto Tracta Blogs, a sugestão de vocês (e a cor que eu queria, confesso hhaaha) foi quase unânime: um dupe do Viva Glam Cindy.

Algumas tentativas depois (cheguei no laboratório da Tracta e tinham se "inspirado" no Viva Glam Gaga, pensei que foce morrer, sic), ei-lo:

Viva Glam Cindy


Granado ainda me mata com esses cheiros

Ir a supermercado bom é uma delícia porque a seção de beleza quase sempre é ótima. Pão de Açúcar, por exemplo, cobra os olhos da cara por tudo mas tem bastante cosméticos. Lá encontrei meus dois amores da vida inteira da última semana, ambos da Granado. 






O primeiro foi esse óleo suavizante corporal de castanha do Brasil, vulgo castanha do Pará. Se eu disser que detesto castanha do Brasil será que os fãs do açaí virão brigar comigo de novo??? Lembrem-se que eu detesto chucrute e não tenho absolutamente nada contra os alemães, tá? Enfim, o óleo estava lá, junto com seus irmãozinhos de ylang-ylang e calêndula. Experimentei estes dois primeiro (tinha testador, acreditem se quiser!!!!), e achei ambos horrorosos, com cheiro de desinfetante. Fui para o terceiro sem muita fé, e nossa, que delícia. "Cheiro de riqueza", como diz a blogosfera. Comprei pra usar depois da depilação.







Creme para as mãos de benjoim? Me fez querer shampoo de benjoim, condicionador de benjoim, hidratante de benjoim, perfume de benjoim... mas além do creminho, a Granado só faz mesmo sabonete e sabonete líquido de benjoim. Confesso que passei um pouco do produto atrás das orelhas que nem perfume, e fiquei sentindo o cheirinho durante o dia, no trabalho. Granado, não faça assim comigo, que eu estou pobre.

"Menos pior" é que os precinhos da marca são módicos. Na loja virtual o creme para mãos sai R$7,35 e o óleo sai por R$15 (no supermercado era mais caro, se não me falha a memória, mas no site tá esgotado, então grande vantagem). Atenção também para as latas cheias de sabonetes, presente lindo pra caramba. E a loja conceito, nos Jardins, é uma fofura. 

domingo, 14 de outubro de 2012

A Sephora e o bambu.

Não querendo ser repetitiva, mas já sendo, vou falar sobre a Sephora no Brasil mesmo a Loo já tendo falado. Dar opinião, é nóis!

Concordo em uns 98% com a Loo em tudo o que ela disse. Nós duas olhamos uma pra cara da outra e fizemos muxoxo quando soubemos que a Sephora se instalaria aqui, pelo mesmo motivo: tudo seria infinitamente mais caro, como realmente é, e sabíamos que acabaríamos ficando com uma das três alternativas de praxe - 1) comprar fora ou pela internet; 2) comprar similar; 3) não comprar.

Os 2% em que meu raciocínio não vai pelo mesmo caminho em que o da Loo é que eu consigo entender que tem gente que realmente tem disposição e grana pra ir gastar sei lá quanto mais num produto da Sephora aqui no Brasil, porque até viaja mas não quer esperar, e porque não precisa esperar o item vir pela internet. Encaremos: algumas pessoas podem botar a mão no bolso e pagar quase 200 dilmas por uma base. E elas vão e fazem, e é isso aí, ué. Não fiquem bravas com quem pode. Acho que a má distribuição de renda é algo que tem que ser discutido, mas francamente? Não quando o assunto é comprar maquiagem.

Daí teve a moça que ficou brava com quem não prestigia a indústria nacional. Vou dar o meu ponto de vista e ninguém tem que concordar nem discordar, ok? Seguintchi: não tenho a menor necessidade de passar uma sombra da MAC na pálpebra, me saio muito bem com uma da Vult, que é bonita, duradoura e faz vista. Quando vou passar algo na minha pele toda do rosto - um antiidade, um filtro solar, essas coisas - gosto de algo um pouco mais elaborado. E me chateia um pouco o fato de eu querer prestigiar a indústria nacional, e marcas como a Contém 1g, onde eu comprava adoidado na doce época dos perfumes inspired, cobrar os olhos da cara por um batom. E se vocês querem saber, nem a tal Berenice achei tão barata assim, embora o conceito seja legal. Tendo isso em vista, não tenho peso nenhum na consciência em encomendar meu Estee Lauder, nem a Loo em comprar pela interné.

Mas... e esse título? E o bambu?

Perguntem pro Silvio Santos... :)


sábado, 13 de outubro de 2012

Crabtree & Evelyn, quanto amor...

Vai viajar? Dê um tempo da Sephora, prepare o nariz para os melhores cheiros ever e dê um pulinho numa Crabtree & Evelyn.

Até o início da minha "licença" há uns meses, eu nunca tinha visto blogueira brasileira de beleza falando dessa marca. Talvez tenha rolado pontualmente, mas nunca vi a marca ganhar destaque. Mas nessa minha nova vibe de não ter tempo pra ler um monte de blogs, e portanto me afastar um pouco do que é hype, achei por bem dar um espacinho pra Crabtree & Evelyn por aqui.

Conheci a marca quando ganhei um sabonete líquido da minha avó, "sabor" Rosas. O cheiro era uma delícia, parecia quando a gente entra na floricultura. Só tomava banho com ele quando ia sair, e o bichinho durou o tempão. Era tão bom que tinha dia que nem perfume eu passava. Mas tudo o que é bom acaba, e o bichinho também acabou.




Depois de uns anos ganhei de uma amiga esse kitzinho incrível da foto: o La Source 60 Second Fix for Hands (existe também a versão for Feet). É composto de um esfoliante e uma loção hidratante. Minha amiga me ensinou a molhar as mãos, aplicar o esfoliante, massagear por meio minuto, enxaguar; daí é hora de aplicar a loção e massagear por mais 30 segundos. Bom, qualquer adjetivo pra esse esfoliante que seja menos do que INCRÍVEL é uma injustiça. Só provando mesmo pra ver, as mãos ficam super macias NA HORA. É justo dizer que eu virei cliente da C&E por causa do tal esfoliante.

A C&E também criou uma linha de cuidados com as mãos para "jardineiros", i.e., pessoas que fazem esse tipo de tarefa que detona a pele das mãos. Claro que quem não sabe nem regar um vaso (oi!) pode aproveitar também. É a coleção Gardeners.





Will Gardner, o rei dos jardineiros.



Não, sério. Essa fragrância é deliciosa e também existe um kit 60 Second com ela. Mas vejam só que amor o conjuntinho abaixo, com o esfoliante, a loção, e mais o tratamento para cutículas:







Por último, tenho que falar de Windsor Forest, que é o melhor cheiro que eu já senti. Fora de brincadeira. Minha mãe comprou um sabonete líquido dessa fragrância, mas pelo que vi no site, agora ela só existe em produtos para o ambiente (velas, sachês, difusores, etc). Espero que daqui a uns 60 anos quando eu conseguir ir viajar de novo, ainda exista, tô louca pra deixar minha casa com esse cheirinho que parece de floresta mesmo.

Preços? Olha, não são absurdos e nem baratésimos. Arriscaria dizer que, pra quem ganha em dólar, até são bem em conta ainda mais se a gente considerar o custo versus benefício. Se viesse pra cá, seria pra ser que nem a Sephora, tudo trocentas vezes mais caro. 

Pros comentários: alguém conhece? gosta? compra? Contem aí. 

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Minha casa, minha vida? e/ou Meus blogs de decoração favoritos



E cá estou eu, ainda morando de aluguel, e projetando que só conseguirei comprar uma casa daqui a 10 anos. Tá, e não é bem comprar: é me enfiar em um daqueles financiamentos que só vão acabar quando a Nina já tiver filho. Ok, normal, é a dor e a delícia de ser classe média.

Mas casa alugada também é casa, né? E não que eu tenha tempo pra caramba pra isso, mas depois que passei a ter uma casa onde "mando eu" (hahaha, 4 anos de idade, né?), comecei a ter siricuticos de querer arrumar, enfeitar, colar, pintar, bordar. Será que isso acontece com todo mundo?

Daí virei a louca dos blogs de decoração. Em todo o meu tempo livre, passei a fuçar os que já conhecia e a procurar outros novos. Devo ter lido, sei lá, uns 8 blogs de cabo a rabo. Fiquei com vontade de copiar tantas ideias, e inspirada a inventar outras tantas novidades, que juro, se fosse fazer tudo o que achei legal, minha casa ia parecer o Samba do Crioulo Doido (e se você agora acha que eu sou uma ignorante e racista tapada, saiba aqui o que é o Samba do Crioulo Doido, música escrita por um dos meus ídolos, o já falecido Sérgio Porto, aka Stanislaw Ponte Preta, cujas obras muito recomendo). A boa notícia é que já consegui decidir o que vou fazer em cada cômodo e a má notícia, bem, é que claro que até agora não fiz nada.

Tudo isso pra colar aqui os links dos blogs de decoração que me acostumei a ler todos os dias. Podem ver que a maioria deles é direcionada pra gente como a gente, e não só trabalha com materiais pagáveis e não tão difíceis de encontrar, como mostra coisas "fazíveis", ou seja, que você não precisa ser nenhum Rembrandt ou Aleijadinho pra conseguir concluir. Vamolá:

Casa de Colorir - disparado o meu preferido, em primeiro lugar porque a moça que escreve parece ser super fofa. Em segundo porque ela também mora de aluguel, e por isso dá dicas super bacanas de como decorar sem colocar o apê abaixo. Aliás, as coisas que ela faz e ensina são bem possíveis. Adoro, adoro.

Superziper - esse blog/site tem muita coisa mesmo. Dá pra achar quase todo o tipo de craft lá. E elas também fazem encontrinhos craft, encontrinhos para troca de material (ó que legal, para quem estiver de saco cheio dos famigerados encontrinhos de make, heheh) e dão dicas de onde comprar os itens. Descobri lá a Superbuzzy, uma loja bem bacana (e meio cara) de tecidos para decoração, que é gringa mas manda os tecidos dobradinhos dentro de um envelope e a Receita nem liga, ó.

Fui morar numa casinha - nesse blog a decoração possível divide espaço com várias fotos de decorações para nos inspirar. Eu aproveito mais os posts que ensinam a fazer as coisas, porque acho que meus olhinhos de decoradora de primeira viagem ainda não são tão treinados em enxergar em fotos lindas de decoração coisas que eu possa saber fazer.

Dcoração - blog com muito conteúdo e muita coisa bacana. Alguns posts mostram troços meio difíceis de fazer, mas daí eu só suspiro e passo pro próximo.

Reciclar e Decorar - o meu gosto não é muito parecido com o da Fabiana, mas eu super admiro a forma com que ela mesma coloca a mão na massa e muda a casa dela. Ela também é bem didática. E, se o gosto não bater, é só adaptar a técnica e fazer "igual, mas diferente".


quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Outras coisas da Equate

Nada como falar de itens bem baratinhos e fáceis de encontrar nesse meu momento de vacas magras, né? E quem lê o VnF? há um tempo sabe que eu praticamente moro no Walmart. Agora tenho o Walmart de sempre, onde dá para ir andando do meu trabalho, e ainda um mais ou menos perto de casa (e bem próximo à casa de Loo).

Recebemos vários produtos da Equate deles, e outros tantos eu mesma comprei. Cá vão aqueles dos quais eu ainda não havia falado:




- sabonete líquido maçã e pitanga
Já tinha comentado sobre a existência desse produto, mas não tinha experimentado. Bem, para enfeitar a casa nova, a pia de cada banheiro (são três no total, mais banheiro do que gente, e obviamente que nem precisava, mas estão lá) ganhou seu próprio dispensário de sabonete líquido. Eu já tinha os vidrinhos bonitinhos com pump, então apenas comprei o pacotinho do refil. Achei digno, cheiroso e cumpre bem a função de sabonete para as mãos. Em princípio não ressecou a pele nem nada; acho que com o uso contínuo é que saberei ao certo se isso acontece.


- shampoo e condicionador Cuidado Clássico
Digo desde logo: o condicionador é normal e só. Botei lá junto com os outros condicionadores normais que tenho - atualmente estou usando o de Sete Ervas da Granado, porque tem cheirinho de grama. O shampoo me surpreendeu por ser perolado mas realmente adequado para o uso diário - desde que em um dia da semana eu use um shampoo antirresíduos. Em seguida dele, só uma gotinha de condicionador. Ou, dependendo do meu humor, condicionador nenhum, mas daí tenho que ter tempo suficiente pra desembaraçar os fios com bastante cuidado. O que me mete um pouco de medo é aquela recomendação de  que o produto é "para todos os tipos de cabelo". Todos é muita coisa, não? Anyway, no geral, gostei bastante, vou usar até o finalzinho e, se pãns, comprar mais.


- lencinhos umedecidos para bebê
Fiz uma confusão federal, e acabei comprando esses lencinhos, que vêm num balde de tampa verde-bebê, porque os confundi com os lencinhos da marca Parent's Choice, que também vende no Walmart, ou pelo menos no Walmart gringo. De fato, as fraldas dessa marca eu já vi por aqui (e tô louca pra experimentar na Nina) mas os lencinhos, que são ótimos, ainda não. Esses da Equate são bem suaves e têm o perfume gostoso, mas o problema é que são daquele material furadinho... é TNT que chama? Daí que pra limpar qualquer coisa precisa de milhares de lencinhos, e o preço menor acaba não compensando.

Adendo importante: essa mamãe aqui comprou os lencinhos "certos" da Equate, ou seja, aqueles que não são de TNT. Se vocês se interessam pelo assunto, corram lá pra ver o que ela achou.








quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Voltei?

Acho que sim! Torçam pra ser em caráter definitivo, que vou torcer também. Explicando rapidinho a razão da minha "licença", até pra não tornar o blog uma Revista Caras, o negócio é que eu me separei e me mudei. Éééé... mas se alguém estiver preocupada, não fique: no quesito emocional, estou ótima. O que acontece é que, agora morando sozinha com Nina e cachorros, não tendo mais com quem dividir as despesas da casa e fazendo tudo absolutamente sozinha (com a ajuda apenas do Bruno, que leva o Ringo e o Barak pra passear durante a semana - se vc estiver nas proximidades da USP e precisar de um passeador de cachorros, recomendo muito), as prioridades tiveram que ser repensadas. Inclusive o valor que era gasto com cosméticos e material aqui pro blog.


Por outro lado, é chato ficar sem escrever aqui. Sinto saudades. E assim sendo, tentarei usar toda a minha criatividade e imaginação fértil (eu sonho com os Langoliers, minha gente) pra arranjar assunto, postar sobre os produtos que andei usando, curtindo ou descurtindo, inclusive os importados. Sim, gente, vai ter que ser, tá? Quem viaja pode aproveitar e quem não viaja junte-se a mim, que não tô podendo ir nem pro litoral de SP no momento mas mesmo assim estou feliz e contente curtindo a vida adoidado.


E ao longo dos posts vou contando o que ando fazendo também, porque essa experiência nova de mãe sozinha, embora trabalhosa, tá sendo bastante enriquecedora.



Beijo meu e da Nina - sim, ela já dá beijo e abraço, maior delícia.